Mulher afoga filhote de cão no banheiro de aeroporto após ser proibida de levá-lo em avião

Os outros dois cães que estavam com a mulher na última tentativa de voo estão com as autoridades locais.

A polícia está acusando uma mulher de ter matado cruelmente um cachorro ao afogá-lo em um banheiro do aeroporto, depois de ter sido dito que ela não poderia levá-lo a bordo em seu voo.

Cynthia Anderson, de 56 anos, da Flórida, EUA, tinha tentado esconder o filhote de aproximadamente 3 semanas em sua bagagem de mão, de acordo com autoridades de Nebraska.

Sua prisão na sexta-feira (23/01) aconteceu depois que ela tentou voar com dois cães pequenos em caixas e outros três filhotes. Segundo a polícia, depois de ser proibida de viajar com os animais, ela entregou dois dos Dobermans mais jovens aos seus pais, que vivem em Nebraska. Não se sabe por que ela não lhes deu o terceiro mais novo.

A mulher, em seguida, tentou novamente embarcar com os três animais restantes no voo, porém, um dos filhotes não foi permitido, pois não tinha a idade necessária de dois meses. Depois de mais uma tentativa frustrada, ela foi acusada de ter ido para o banheiro do local e afogado o cão.

Cynthia foi presa depois que os oficiais ouviram várias testemunhas, inclusive uma mulher que havia encontrado o cão morto no banheiro. Uma autópsia foi posteriormente realizada no filhote de Doberman, sendo descoberto água em seus pulmões. Os outros dois cães que estavam com a mulher na última tentativa de voo estão com as autoridades locais.

Registros públicos mostraram que não é a primeira vez que Cynthia tem problemas com a lei. Em 2010 ela foi presa por roubo. Ela também foi presa por passar um cheque falso e no ano passado foi detida por acusações de invasão de propriedade. Cynthia permanece presa no Hall County Jail, sob acusação de crime cruel contra um animal.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Gadoo