Mulher é acusada de assassinar o marido em Assentamento de Altos

A mulher encontra-se foragida

Maria Moura Silva, mais conhecida por “Morena”, de apenas 27 anos, é a principal suspeita de ter assassinado o próprio esposo numa residência no Assentamento Corte do Meio, em Altos.

Segundo o chefe de investigação Eduardo Conrado, desde que o corpo de Raimundo Neto Almeida Silva, 51 anos, foi encontrado por familiares na cama de um quarto da própria casa na manhã desta terça-feira (30), Morena não foi localizada e poderá ser considerada, portanto, como foragida da polícia.

Entenda o caso

Um homem identificado por Raimundo Neto Almeida Silva, 51 anos, foi encontrado morto dentro da própria residência no Assentamento Corte do Meio, localizado às margens da BR-343, em Altos, na manhã desta terça-feira (30).

Moradores do local relataram à polícia informações que podem ajudar na elucidação do caso.

De acordo com Sargento Neto, chefe da guarnição da PM que atendeu a ocorrência, o homem teria sido encontrado por familiares, na cama de um dos cômodos da casa e já estava morto.

“Já era tarde e eles estranharam o silêncio. Então resolveram arrebentar a porta do quarto, quando encontraram a vítima nesse estado”, explicou o militar. A polícia suspeita de homicídio. A esposa de Raimundo não foi encontrada e, de acordo com familiares, eles teriam discutido muito na noite anterior. “Pelas informações que colhemos no local, o casal se desentendia com frequência. Após uma discussão na noite de ontem (20), apenas os dois e uma criança teriam ficado no local, sendo que os demais familiares teriam ido dormir em outra casa que fica na parte dos fundos do terreno”, explicou a delegada Alexandra Santos, titular do 14º DP.



Vítima

Fonte: portalaltos