Mulher é notificado após uma postagem com Hulk no Instagram

Mulher é notificado após uma postagem com Hulk no Instagram

Para os advogados de Hulk, a postagem traz “desconfortos e problemas” ao atleta

A relações-públicas baiana Larissa Alves, 31 anos, recebeu na última quinta-feira (3) uma notificação emitida pela assessoria jurídica do atacante Hulk, da Seleção Brasileira, depois de ter postado no Instagram uma montagem em que simula ter um relacionamento amoroso com o jogador.

Na imagem, publicada no último dia 28, quando ocorreu a partida do Brasil contra o Chile, nas oitavas de final, há uma tela do aplicativo WhatsApp, na qual Hulk supostamente envia-lhe a mensagem: "Amor, tá acordada ainda? Saudade de vc!!!". "Através da montagem postada por V. Sa., claramente se evidência (sic) a intenção de dar a entender um envolvimento amoroso de V. Sa. com o jogador Hulk: que é inexistente", diz o documento do escritório de advocacia Alija Ramos, datado de 30 de junho e reproduzido pelo G1.

Para os advogados de Hulk, a postagem traz ?desconfortos e problemas? ao atleta, ?um homem casado, que tem dois filhos pequenos, que é provedor de seus familiares e que preza pela moral e bons costumes". Larissa afirma que não produziu a imagem, que se trata de um ?regram?, ou seja, uma postagem replicada de outro usuário, e que apenas obteve sete "curtidas". ?Amigas minhas fizeram a mesma coisa. (...) Esse escritório deve ter um trabalhinho mandando notificações para toda mulher que posta coisas sobre o Hulk. Só eu recebi, me sinto lisonjeada", disse. Como exigia a notificação, Larissa removeu o post e escreveu uma retratação no Facebook. ?Hulk, na moral, foi uma brincadeira, irmão. Desculpa aí, de coração. Eu brinquei porque eu era sua fã e tenho torcido por você e por todos os jogadores da seleção. Fiquei arrasada quando o juiz anulou seu gol. Era legítimo o gol, pô!?, escreveu.

No texto, bastante extenso, a RP ainda diz: ?Olha, se ainda assim você quiser me processar por essa brincadeira, eu já aviso de antemão que vou ter que te pedir um empréstimo. Ou pagar dividido em 100 vezes, sei lá. Eu não tenho carro, não tenho teto, muito menos bens que pudessem pagar uma indenização dessa. Enfim, é isso. Desculpa aí!?, clamou.

Fonte: bahianoticias