Mulher de motorista joga bilhete premiado da Mega-Sena da Virada no lixo em Curitiba

Mulher de motorista joga bilhete premiado da Mega-Sena da Virada no lixo em Curitiba

Como o bilhete estava todo molhado, nós secamos com um secador de cabelo e corremos para buscar o prêmio na lotérica", disse a esposa Sindy Oliveira

O motorista curitibano Marcos Golçalves de Oliveira comemora o fato de ter conseguido receber o prêmio da quadra da Mega-Sena da Virada mesmo depois da esposa ter jogado no lixo a aposta premiada.

"Meu marido fez três apostas no concurso e nós não conferimos porque estávamos na praia na hora do sorteio. Quando voltamos pra casa eu esqueci que não tínhamos conferido e joguei os bilhetes no lixo da cozinha. Foi aí que o Marcos chegou e avisou que tínhamos ganhado. Eu fiquei desesperada e corri procurar. Como o bilhete estava todo molhado, nós secamos com um secador de cabelo e corremos para buscar o prêmio na lotérica", disse a esposa Sindy Oliveira.

Ao chegar na casa lotérica, o casal não conseguiu receber o prêmio porque o código de barras estava desfigurado. "Já estávamos desanimados, mas mesmo assim resolvemos procurar uma agência da caixa e só conseguimos receber porque o código alfanumérico ainda estava legível", explicou Sindy.

"Eu sempre jogo os mesmos números e esta foi a primeira vez que eu ganhei. Fiquei muito feliz e isso vai servir como incentivo pra que eu possa continuar tentando. Só uma coisa vai mudar, agora vou guardar a sete chaves as apostas", conta Marcos.

O curitibano foi um dos 82.852 apostadores que acertaram na quadra da Mega Sena da Virada, sorteada no último dia 31 de dezembro. Ele e os outros ganhadores receberam o prêmio de R$ 536,83.

Cinco apostadores acertaram as seis dezenas do concurso e receberam R$ 35.523.497,52.

Outras 954 apostas acertaram a quina e levaram o prêmio de R$ 33.711,30 cada.

Alerta da Caixa

A Caixa Econômica Federal (CEF), informou que as casas lotéricas não estão autorizadas a entregar o prêmio caso o bilhete esteja rasurado, como o caso deste apostador. Nessas circunstâncias, se o código alfanumérico estiver intacto, é possível receber o prêmio nas agências da caixa.

O ganhador também deve ficar atento às datas. O prêmio de qualquer uma das Loterias Federais prescreve em 90 dias a contar da data do sorteio, ou seja, depois desse período, mesmo que a pessoa apareça com o bilhete, não tem mais direito sobre o prêmio

Fonte: G1