Mulher morre durante cirurgia estética

Vítima, de 46 anos, colocaria silicone nos seios e faria lipoaspiração

Marinalda Araújo Neves Ribeiro morreu nesta sexta-feira (09) de parada cardíaca durante uma cirurgia estética numa clínica particular do Plano piloto. A mulher, de 46 anos, teve uma parada cardíaca uma hora e meia depois do inicio da cirurgia de lipoaspiração e implante de prótese de silicone. Os médicos tentaram reanimá-la durante mais de uma hora, mas ao meio-dia ela foi declarada morta.

Segundo a polícia, a clínica que funciona há 26 anos em um prédio da Asa Norte, apesar de não ter UTI, tinha os equipamentos necessários para realizar o procedimento em segurança. O dono da clinica já foi ouvido e a equipe médica que participou da operação vai prestar depoimento na semana que vem.

Além do relato dos que participaram da operação, a polícia vai esperar o laudo do Instituto Médico Legal para saber se houve alguma perfuração desnecessária, negligência ou imprudência por parte dos médicos. O laudo deve ficar pronto em dez dias. ?A clínica, a priori é bem aparelhada, mas não existe uma UTI dentro da clínica. Se houver necessidade de transportar para uma UTI teria de ser para uma em hospital conveniado ou para um hospital público que tenha condições de ter uma UTI?, disse o delegado Laércio Rosseto.

O corpo de Marinalda foi levado para o IML. A direção da Clínica Magna ainda não deu declarações sobre o caso.

Fonte: g1, www.g1.com.br