Mulher passar mal em frente a posto de saúde e acaba morrendo

Mulher passar mal em frente a posto de saúde e acaba morrendo

Secretaria de Saúde e polícia vão investigar conduta de equipe médica

Uma mulher de 56 anos morreu após passar mal em frente ao Ambulatório Médico de Especialidades (AME) de Taboão da Serra, na Grande São Paulo. Segundo a família e testemunhas, ela demorou para ser atendida. A Secretaria Estadual de Saúde informou que vai investigar o caso.

Imagens da câmera de segurança de um prédio próximo à AME mostram o momento em que Célia Gamarrano passava com o marido, na quarta-feira (3). Alguns metros à frente - onde a câmera não capta - ela se sente mal. Quem passava pelo local conta que pediram socorro no ambulatório, mas ninguém ajudou.

?Não vieram em momento nenhum, não prestaram socorro, não tentaram ajudar levando ela para dentro. Não perguntaram o que estava acontecendo?, afirmou a cabeleireira Aline Viera da Silva.

Quem tentava ajudar Célia foi à AME pedir uma caderia para a mulher se sentar. ?Eles alegaram que era patrimônio público. Eles disseram que não poderiam socorrer, que eles não podiam fazer nada?, afirmou a autônoma Gismary Furuguem.

As pessoas que tentavam socorrê-la pararam o trânsito para que o marido de Célia a levasse no colo até o ambulatório médico.

Imagens gravadas por um celular registraram o momento em que os médicos tentaram reanimar a Célia, mas ela não resistiu.

Investigação

A família registrou um boletim de ocorrência e o caso deve ser investigado. A polícia deve apurar se houve omissão de socorro de funcionário e da equipe médica.

A Secretaria Estadual de Saúde afirmou que as AMEs são unidades ambulatoriais que realizam consultas e exames. Nesse caso, o recomendado é que atendimento tivesse sido prestado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A secretaria, no entanto, vai investigar o ocorrido. Se constatar omissão, o caso será encaminhado para o Conselho Regional de Medicina.

O corpo de Célia será velado nesta quinta-feira (4), no Cemitério Jardim Vale dos Reis, em Taboão da Serra.

Fonte: G1