Mulher perde emprego por causa do seu penteado: "Isso é nojento"

A universitária usava tranças e foi discriminada por isso.

Uma universitária inglesa ficou famosa nas redes sociais por fazer uma postagem relatando um caso de racismo no trabalho. Na segunda-feira (23), Lara Odoffin publicou no Facebook um e-mail em que um empregador nega a ela uma vaga na empresa por causa de suas tranças. 


Image title


“Se você não pode tirá-las, eu infelizmente não posso lhe oferecer nenhum trabalho”, disse o e-mail. 

Lara se candidatou em uma vaga aberta na empresa, e não foi aceita porque, segundo o empregador, "faz parte do uniforme e das regras de vestimenta" não ter canecalon.

Em momento algum no e-mail foi dito que Lara não tinha competência ou não possuía o perfil necessário para ocupar o cargo. Indignada, a estudante publicou o e-mail:

“Isso é discriminação e é nojento que isso ainda seja assunto no século 21. Por favor, compartilhem. Isso não é normal”, afirmou.

Depois, Lara explicou o motivo da postagem. “Mais do que qualquer coisa isso me deixou chateada. Eu tinha a experiência necessária, eles estavam felizes em me receber... O problema foi só o meu cabelo”, desabafou.

A estudante falou que vai entrar em contato com um advogado e agradeceu pelo apoio que recebeu nas redes sociais. A postagem teve mais de 1900 compartilhamentos e muitos comentários de desconhecidos de Lara demonstrando solidariedade e incentivando a estudante a processar a empresa pelo racismo.

Fonte: Com informações do R7