"Não sei o que vai ser", diz mãe de jovem que matou o pai a facadas

"Não sei o que vai ser", diz mãe de jovem que matou o pai a facadas

De acordo com a mulher, crime aconteceu em frente à casa da família.

Esposa do homem morto a facadas na madrugada desta quarta-feira (1º), em Campo Grande, e mãe do suspeito do crime, Auxiliadora Ferreira Marques, 42 anos, diz que ainda não consegue pensar sobre as mudanças na vida da família. "Não sei o que vai ser", falou.

Ela conta que era casada há 25 anos com a vítima, Carmelo Borton Cairo, 44 anos. Eles têm quatro filhos, sendo que um deles agora está preso, apontado pela polícia como responsável pela morte do pai.

De acordo com Auxiliadora, o suspeito, de 25 anos, era usuário de drogas e "nunca quis ajuda". "A gente lutava contra isso, mas ele nunca quis sair dessa vida", fala a mulher.

Emocionada, a mulher disse que não consegue falar sobre a situação e ainda tenta acreditar na morte do marido e na prisão do filho. "Está difícil. Não acredito ainda no que aconteceu".

Cairo morreu com duas facadas na frente da casa da família, localizada na Vila Planalto. Ele tentava dar fim a uma confusão entre o filho, a companheira e um amigo. Ao ver a situação, Auxiliadora e o outro filho, de 21 anos, interferiram.

A companheira do suspeito ficou com escoriação no peito e o irmão dele com ferimento na mão direita. Eles não aceitaram dar entrevista sobre o caso.

Conforme Auxiliadora, Cairo era serviços gerais em uma universidade particular de Campo Grande.

Fonte: G1