"Não serei durão", diz João Doria sobre "O Aprendiz"

O novo apresentador também afirmou que, durante a competição, quer exercer a liderança com base no próprio exemplo

Apresentador da próxima edição do reality show "O Aprendiz", que a Record estreia em abril de 2010, o empresário João Doria Jr. tentará fugir do perfil "durão" que marcou a apresentação de Roberto Justus nas seis temporadas anteriores da competição.

<br><img src="http://static.meionorte.com/uploads/imagens/carmemdea/102009/caeeb0785e4416c0221db263c276ec7a.jpeg" width="175" height="230" /><br>

"Não serei durão, serei firme. Eu lidero com muita firmeza, com determinação, mas também com muita doçura. Não preciso falar palavrão para ter uma posição e ser respeitado", disse o empresário e apresentador durante uma entrevista coletiva hoje.

Durante a conversa com os jornalistas, tanto Doria quanto os executivos da Record evitaram comparar o novo com o antigo titular do programa, mas enfatizaram a "sensibilidade" de Doria. "Ele é mais flexível no trato e tem um pouco mais de sensibilidade. Acho que isso será bom para os participantes", disse o presidente da Record, Alexandre Raposo.

O novo apresentador também afirmou que, durante a competição, quer exercer a liderança com base no próprio exemplo. "Deve-se educar pelo exemplo, não pelo medo, pelo temor ou pela ameaça", afirmou, completando que "não sabe e nem irá atuar" durante o programa. Novo ciclo A mudança no comando de "O Aprendiz" é definida pelos executivos da Record como um novo ciclo, e não apenas uma troca de apresentador. "Não estamos substituindo ninguém, estamos inaugurando o "Aprendiz" com a cara e com o jeito do Doria", disse José Amâncio, diretor do programa.

Com cerca de 105 mil candidatos inscritos até o momento, a sétima temporada de "A Aprendiz" voltará a ter estudantes universitários na competição pelo prêmio de R$ 1 milhão mais uma vaga no grupo comandado por Doria. "Não quero uma pessoa figurativa trabalhando comigo. Não é pra ser estrela nem personalidade. Eu não sou assim... limpo o chão, pinto a parede", disse o apresentador, acrescentando que o vencedor terá que trabalhar bastante para fazer jus ao salário que irá receber, quantia que não quis revelar. Audiência Doria disse que encara de maneira positiva a possível concorrência com Roberto Justus, agora contratado do SBT.

"Adoro concorrência e desafio. Dá mais satisfação quando a gente ganha de gente boa. Briga pela audiência não me assusta, me estimula." Para o vice-presidente executivo da Record, Walter Zagari, a sétima temporada de "O Aprendiz" deve ultrapassar os 30% de share --porcentagem de TVs ligadas sintonizadas no canal. Apesar da aposta, Zagari não quis arriscar números de audiência. As inscrições para o programa vão até 20 de novembro e a produção começa em janeiro. Entre as atrações adiantadas pela produção, Doria irá para Nova York gravar uma entrevista com Donald Trump, apresentador da versão norte-americana do reality show.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br