Niterói ainda tem 3 mil casas em risco, diz secretário

Secretaria coordena equipes para a Defesa Civil, identifica as áreas de risco e promove as interdições

Cerca de três mil casas ainda estão localizadas em áreas de risco em Niterói, no Rio de Janeiro, a maioria necessitando de demolição, segundo informações do secretário municipal de Serviços Públicos, José Mocarzel Vinagre, repassadas ontem durante reunião no Ministério Público do Estado. O encontro ocorreu entre o Promotor de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa do Meio Ambiente de Niterói, Luciano Oliveira Mattos de Souza, e José Mocarzel Vinagre, como parte do inquérito civil que apura a implementação e a regularidade de eventual plano de identificação, monitoramento e contenção de áreas risco por parte do Poder Público.

Vinagre disse que a Secretaria coordena dez equipes para funções de Defesa Civil, identifica as áreas de risco e promove as interdições, e também se comprometeu a apresentar à Promotoria de Meio Ambiente, no prazo de dez dias, um relatório identificando as localidades que estão sob risco iminente e quais medidas devem ser adotadas.

Quanto à assistência às famílias atingidas pelas interdições, ele disse que, segunda-feira (3), elas serão encaminhadas para unidades existentes na cidade e que estão sendo preparadas. Com isso pretende-se desocupar as escolas onde se encontram os desabrigados. Na mesma segunda-feira, o município pretende pagar o Aluguel Social às famílias cadastradas

Fonte: Yahoo