No Brasil, cerca de 6 milhões de desdentados esperam por uma dentadura

a odontologia tem dois tipos de tratamento para solucionar o problema da falta de todos os dentes

Um dos problemas mais graves da saúde bucal no Brasil, a ausência de dentes, que gera falta de auto-estima, dificuldades para comer e, em alguns casos, pode comprometer a dicção (a fala), faz, segundo pesquisa do Ministério da Saúde, 6 milhões de brasileiros esperarem, na fila do governo, por uma dentadura (prótese completa).

Com a saúde da boca comprometida, muitas vezes por consequência da falta de higienização, de cáries não tratadas, infecções periodontais, bruxismo e traumas dentais (forte pancada na região bucal), a população brasileira recebe, ainda, segundo o implantodontista Sidnei Goldmann, o título de "desdentados". "Apenas 55% dos adolescentes têm todos os dentes. Entre os adultos, o número cai para 54% e, entre idosos, para 10%. Ao todo, são 30 milhões de brasileiros desdentados, de acordo com dados do Ministério da Saúde", explica o especialista Goldmann.

Hoje, a odontologia tem dois tipos de tratamento para solucionar o problema da falta de todos os dentes, a dentadura (prótese fixa ou removível) ou o implante. No entanto, alguns pontos são colocados pelo implantodontista Goldmann: "Atualmente, o implante dentário está mais acessível à população e traz melhores resultados por se integrar no osso bucal e exigir menos cuidado. Mas, ainda não é um tratamento oferecido pelo governo, colocando a prótese fixa ou removível como a forma mais prática e rápida de trazer de volta o sorriso".

Fonte: maxpress