Nova gripe mata criança no Brasil

Um menino de 9 anos, morador da cidade de Sapucaia do Sul (RS), é a terceira vítima da nova gripe no Brasil

Um menino de 9 anos, morador da cidade de Sapucaia do Sul (RS), é a terceira vítima da nova gripe no Brasil. De acordo com o secretário de Saúde do município, José Wink, ele morreu em 5 de julho, em Porto Alegre, mas o resultado da análise laboratorial que confirma o contágio só saiu nesta segunda-feira (13). Inicialmente, os médicos não haviam identificado o vírus.

?Ele teve sintomas de gripe, mas foi atendido por um médico particular, porque não havia suspeita de contágio pela nova gripe. O médico também não identificou a doença e ele foi levado para um hospital em Porto Alegre. Só neste hospital desconfiaram que poderia ser o vírus A, mas a Vigilância Sanitária de Sapucaia do Sul não foi informada pela Secretaria Estadual de Saúde. Ele não passou pela rede pública municipal?, diz.

O secretário informou ao G1 que se tratava de um menino com ?deficiências neurológicas? e que, por isso, estava com a imunidade baixa. O menino teria sido contaminado por um irmão, que teve contato com uma professora que viajou para a Argentina e contraiu o vírus. Apesar de já ter passado o período de contágio, Wink afirma que a família da vítima será monitorada.

Segunda morte no estado

A Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul já confirmou a segunda morte causada pela doença no estado, no início da tarde desta segunda-feira (13). Inicialmente, a assessoria da pasta havia informado que a morte ocorreu no fim de semana.

O secretário estadual de Saúde, Osmar Terra, confirmou ao G1 que a criança tinha "problemas de ordem neurológica que podem ter contribuído ou não" para a sua morte. Ainda de acordo com ele, o irmão da vítima, que também foi contaminado, já se recuperou.

Terra afirmou que o menino de 9 anos foi atendido em Porto Alegre, em um hospital considerado referência no estado, e foram feitos todos os esforços necessários no atendimento. O secretário negou que tenha ocorrido problema de comunicação ou demora no tratamento.

Foi a terceira morte pela nova gripe no país. A primeira vítima da doença foi um caminhoneiro gaúcho de 29 anos, que faleceu em junho. Na última sexta-feira (10), foi confirmada a morte de uma menina moradora de Osasco, em São Paulo.

De acordo com o último balanço do Ministério da Saúde, divulgado na sexta-feira, chega a 1.027 o número de registros da doença provocada pelo vírus Influenza A (H1N1), desde os primeiros casos de infecção verificados no Brasil, no dia 8 de maio.

Em nota, nesta segunda, o Ministério da Saúde lamentou o caso do garoto gaúcho e informou que um novo balanço deve ser lançado na quarta-feira (15). O governo afirma que quem apresentar sintomas de gripe (como febre, tosse, coriza e dores de garganta, de cabeça ou pelo corpo) deve procurar atendimento médico.

Fonte: Globo, www.globo.com