Eutanásia animal vai depender se dono tem ou não condição financeira para tratamento

Eutanásia animal vai depender se dono tem ou não condição financeira para tratamento

De acordo com a nova resolução, a partir de agora a decisão depende do dono poder ou não custear o tratamento do animal

O Conselho Federal de Veterinária apresentou novas regras para a eutanásia animal, que é a morte sem dor quando não há mais como salvar a vida. De acordo com a nova resolução, a partir de agora a decisão deve se basear na condição financeira do dono do animal, se ele pode ou não custear o tratamento. Para o veterinário Charlys Rhands, essa é uma ?lei absurda?.

Chalys esteve hoje no programa Agora, da Rede Meio Norte, e disse que a mudança abre brechas para procedimentos incorretos, como a eutanásia conduzida por alguém sem formação, que pode causar dor no animal que já está em sofrimento. ?É muito difícil que uma pessoa sem o estudo consiga fazer todos os procedimentos com sucesso, que são a sedação completa do animal, administrar drogas para que ele venha a óbito e reconhecer a morte dele?, enumerou o veterinário.

Além desse risco, Charlys lembra que as novas regras colocam a condição financeira do dono acima da vida do animal, em escala de importância. ?Por isso é importante, quando você pensar em ter um animal, ver se tem condições de cuidar dele. Animais demandam custos, muitas vezes elevados, com vacinação, tratamento de doenças...?, afirmou o veterinário.

Fonte: Andrê Nascimento