Novo método de tratamento de feridas é implantado na atenção básica

A proposta é melhorar a qualidade de vida desses pacientes.

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) está se preparando para a adoção de um método mais moderno no tratamento de escaras e feridas em pessoas acamadas que são acompanhadas pela atenção básica. O material utilizado permite uma cicatrização mais rápida e efetiva destas lesões.

O trabalho é baseado na tese de doutorado da enfermeira Sandra Marina Bezerra, diretora do Hospital do Promorar, e já é realizado na rede hospitalar do município. “Fizemos um levantamento das pessoas que são acompanhadas pela Estratégia Saúde da Família para avaliar questões como o custo-benefício dos tratamentos e o tempo de cicatrização, e concluímos que o novo método é mais rápido e efetivo”, conta ela.

Com a proposta de melhorar a qualidade de vida desses pacientes, o presidente da FMS, Luciano Nunes, autorizou a proposta para implantar o tratamento nas Unidades Básicas da capital. O primeiro passo tem sido atualizar as informações sobre os portadores do problema e a gravidade de cada um, para análise pelas diretorias regionais de saúde. Em seguida, será realizado um treinamento com os enfermeiros das equipes ESF e então será feita a implantação dos materiais especiais, sempre com suporte de especialistas no assunto.

“Queremos permitir o acesso de pacientes humildes a novas tecnologias, de cura mais rápida e já utilizadas em todo o país”, afirma Fátima Sousa, diretora Regional de Saúde Sul da FMS. “Este é um mais um passo na melhoria da qualidade de vida desta parte da população, por meio da modernização dos serviços e garantia de um melhor tratamento”, completa.

Fonte: Assessoria