Novo sistema de ônibus começa a funcionar no sábado (17) em Teresina

Novo sistema de ônibus começa a funcionar no sábado (17) em Teresina

Segundo o gerente de fiscalização e controle do Strans, Vinícius Rufino, o sistema será lançado nesta sexta-feira (16) e já deverá entrar em vigor no dia seguinte

Faltam poucos dias para a implantação do novo sistema de transportes públicos de Teresina. A partir de agora, os usuários de ônibus contarão com terminais de integração que deverão facilitar a vida dos passageiros, já que os 473 ônibus em circulação na cidade poderão ser incorporados ao novo sistema.

A novidade é que, para usufruir da integração, o usuário deverá possuir o cartão eletrônico, disponível em três modalidades distintas e comercializado em todos os pontos de venda do Setut espalhados pela cidade.

Segundo o gerente de fiscalização e controle do Strans, Vinícius Rufino, o sistema será lançado nesta sexta-feira (16) e já deverá entrar em vigor no dia seguinte.

O passageiro só terá direito à integração se estiver portando o cartão eletrônico, pois somente assim poderá utilizar dois veículos diferentes pagando apenas uma passagem.

Quem ainda não possui o cartão poderá adquiri-lo mediante o pagamento da taxa de R$ 6,30 em qualquer um dos 25 pontos de venda do Setut distribuídos em todas as zonas da cidade.

"Existirão três tipos de cartão eletrônico: o vale transporte eletrônico, destinado ao trabalhador; o cartão eletrônico do estudante, disponível para os estudantes e o cartão expresso, destinado aos demais passageiros.

É sempre bom lembrar que as pessoas precisam adquirir o cartão eletrônico mais adequado à sua necessidade pessoal, e que faça isso o quanto antes, pois somente com o cartão eletrônico será possível realizar a integração", enfatiza o gerente Vinicius Rufino.

Com a medida, Teresina ganhará oito terminais provisórios de integração: dois na zona Sul (nos bairros Parque Piauí e Planalto Bela Vista), dois na zona Norte (Mercado do Buenos Aires e Avenida Rui Barbosa), dois na zona Leste (Avenida Presidente Kennedy e bairro Santa Isabel), um na zona Sudeste (próximo ao colégio Fundação Bradesco e próximo à Usina Livramento).

Após a conclusão e funcionamento destes pontos, será iniciada a construção dos terminais definitivos, sempre nas proximidades dos terminais em construção atualmente.

Inicialmente não haverá mudança nas linhas de ônibus. A transição acontecerá de forma gradativa e a promessa é que novas linhas de ônibus serão criadas para facilitar a locomoção do usuário que depende do transporte coletivo.

A partir de sábado (17), todas as linhas de ônibus integrarão com todas as linhas das outras zonas. Os terminais ganharão proteção contra sol e chuva e deverão aumentar o conforto do passageiro.

Motoristas ameaçam parar sistema de transportes se frota for reduzida

Apesar de negar, existe em andamento na Superintendência Municipal de Transporte (Strans) solicitação para a redução de 40 ônibus, ou seja, 9,86% da frota.

De acordo com Francisco das Chagas Oliveira, presidente do Sintetro, a categoria não vai aceitar esta redução. "A população usuária do transporte não pode sofrer mais este golpe. Além de sujos, velhos e sucateados, ainda querem reduzir o número de ônibus", disse.

Segundo Chagas, a redução da frota implica também redução da mão de obra, ou seja, em demissão de trabalhadores. "Se for preciso, nós vamos parar todo o sistema de transporte de Teresina contra a redução da frota e contra a demissão.

A Strans está na contramão. Nós queremos é o aumento da frota e a inclusão de novas linhas para atender a todos os bairros e vilas de Teresina", disse Francisco das Chagas.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Olegário Borges