Número de CAPS Infantil está bem abaixo do que determina o Ministério da Saúde

Para atender à demanda, a capital precisaria ter pelo menos nove Centros desse tipo voltados para crianças.

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTE SÁBADO (21) DO JORNAL MEIO NORTE

A maioria do público infantil de Teresina que necessita dos serviços de um CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) precisa ser atendido junto com adultos e idosos, já que a cidade possui apenas um CAPS Infantil. Para atender à demanda, a capital precisaria ter pelo menos nove Centros desse tipo voltados para crianças.

O Ministério da Saúde determina que deve haver um CAPS para cada 70 mil habitantes, proporção que não é respeitada em Teresina. Por causa disso, as crianças são atendidas junto com pessoas de todas as faixas etárias. Apesar de o Ministério da Saúde determinar que os CAPS devem atender pessoas com idade entre seis e 110 anos de idade, o ideal, segundo a gerente de saúde mental da Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi), Leda Trindade, é que haja Centros de Atenção Psicossocial voltados para o público infantil.

?A metodologia utilizada para o tratamento do público infanto juvenil é totalmente diferente daquela usada com adultos e idosos. Vejo a falta de CAPS infantil como um prejuízo muito grande, pois a questão infantil é bem mais complexa. Quando se tem um Centro voltado para esse público, os profissionais são capacitados para lidar especificamente com eles?, afirmou.

Fonte: Pollyana Carvalho