Número de mortos chega a 10 após temporal que atingiu Petrópolis, afirma Defesa Civil

Número de mortos chega a 10 após temporal que atingiu Petrópolis, afirma Defesa Civil

A cidade foi o local mais afetado pelas forte chuvas que atingiram o Estado do Rio de Janeiro nas últimas 24 horas,

O temporal que atinge a cidade de Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, desde à tarde de domingo (17) provocou dez mortes na cidade, segundo a Secretaria Municipal de Defesa Civil da cidade. Ainda não há informações sobre a circunstâncias e bairros onde ocorreram as mortes. Não há informações sobre quantidade de feridos e desabrigados.

A cidade foi o local mais afetado pelas forte chuvas que atingiram o Estado do Rio de Janeiro nas últimas 24 horas, apresentando 21 pontos de escorregamento ou alagamento. As localidades mais afetadas foram Quitandinha (com acumulado de 390 mm de precipitação em 24 horas), Independência (com acumulado de 277 mm de precipitação em 24 horas) e Doutor Thouzet (com acumulado de 267 mm de precipitação em 24 horas). A Defesa Civil estadual ainda informou que as fortes chuvas atingiram também os municípios de Angra dos Reis, Mangaratiba, Niterói, Teresópolis e Petrópolis.

No começo da noite do domingo, a Defesa Civil acionou as sirenes instaladas em áreas de risco, alertando a população para que deixasse as suas casas e procurasse os abrigos da prefeitura.

A chuva forte deixou diversas ruas alagadas em Petrópolis. De acordo com relatos de morados nas redes sociais, a enxurrada arrastou veículos e deixou pessoas ilhadas. O internauta Vinni Petrocelli (‏@petroninfo) postou no Twitter : "o centro da cidade está praticamente todo submerso".

A rodovia Rio-Juiz de Fora está parcialmente interditada em sete pontos, por conta de deslizamentos de terra. O trecho de subida da serra, na altura do quilômetro 75, chegou a ficar completamente fechado, mas foi liberado no fim da madrugada de hoje.

Na Serra de Petrópolis, a chuva causou queda de barreira na BR-040 e deixa o tráfego em meia pista na altura dos quilômetros 100 e 96 e 92 e 83, sentido Juiz de Fora, Minas Gerais, e na altura dos quilômetros 75 e 81 e 83, sentido Rio de Janeiro. A estrada tem visibilidade parcial e chuva fina durante a manhã desta segunda-feira.

Teresópolis

Em Teresópolis, a Defesa Civil tocou as sirenes de alerta no noite de ontem e moradores dos bairros do Vale da Revolta, Caxangá, Rosário e Coreia saíram de suas casas em direção a pontos de apoio, locais dentro das comunidades onde as pessoas ficam durante o momento crítico da chuva e que não funcionam como abrigo.

O órgão municipal informou que 32 crianças e 27 adultos se alojaram em um colégio e na associação de moradores no Caxangá e voltaram para suas casas às 5h desta segunda-feira (18). Segundo a Defesa Civil, o número total de pessoas que precisaram se deslocar para os pontos de apoio e de deslizamentos ainda está sendo contabilizado.

Angra dos Reis

Em Angra dos Reis, equipes da Defesa Civil se deslocaram por volta das 21h de domingo para o Parque Mambucaba, a Japuíba e o Pontal, onde houve transbordamento de rios. Em Mambucaba, o rio que passa pelo bairro já teve seu pico de maré. Na Japuíba, outro rio tem pontos de transbordamento na altura das ruas Rio Bonito e Mangaratiba.

Rio de Janeiro

A chuva colocou a capital fluminense em estado de atenção. O Rio de Janeiro entra neste nível quando há previsão de chuva moderada, ocasionalmente forte, nas próximas horas. Neste estágio, os operadores do Sistema Alerta Rio, da prefeitura, ficam em constante comunicação com os órgãos municipais que atuam nas situações de chuva.

O mau tempo fez com que o aeroporto Santos Dumont ficasse para pousos das 7h05 até 7h20 desta segunda e operando por instrumentos para decolagens. Às 8h42, os aeroportos Santos Dumont e do Galeão operavam com o auxílio de instrumentos para pousos e decolagens, segundo informações da Infraero.

O Centro de Operações do Rio registrou pontos de alagamento e engarrafamentos na cidade. Na avenida Rodrigues Alves, sentido Praça Mauá, na altura da rua Antônio Lage, no Centro, há um bolsão d"água.

A rua Arquias Cordeiro foi interditada devido à queda de um poste. O desvio é realizado pela rua Padre André Moreira. A concessionária Light se desloca para o local.

Fonte: UOL