Número de mortos em ataque contra Universidade no Quênia sobe para 147

Outras 79 pessoas ficaram feridas, disse o ministro do Interior, Joseph Nkaissery


O governo do Quênia informou que pelo menos 147 pessoas morreram nesta quinta-feira (2) durante um ataque terrorista do grupo jihadista Al Shabab na Universidade de Garissa, no leste do país.

O Centro Nacional de Operações e Desastres do Quênia (NDOC, em inglês) afirmou, que após 16 horas de combate, o Exército encerrou a operação contra o ataque à Universidade, onde milicianos da Al Shabab estavam escondidos.

Outras 79 pessoas ficaram feridas, disse o ministro do Interior, Joseph Nkaissery. Ele afirmou ainda a repórteres em Garissa que cerca de 500 dos 815 estudantes da universidade foram localizados, enquanto quatro combatentes do grupo Al Shabaab foram mortos e 90% da ameaça estava eliminada.

Na mesma entrevista coletiva em Garissa, o chefe de polícia do Quênia, Joseph Boinet, disse que o país africano havia declarado toque de recolher de 18h30 às 6h30 para quatro regiões perto da Somália como medida de precaução.

 

Fonte: R7