Número de voos cancelados na Europa podem passar dos 63 mil

Número de voos cancelados na Europa podem passar dos 63 mil

A erupção do vulcão lançou no ar uma nuvem composta por partículas de vidro

Os número de voos cancelados desde a última quinta-feira (15) por conta da erupção do vulcão Eyjafjallajoekull, na Islândia, deve chegar a mais de 63 mil neste domingo, segundo a Agência Europeia para a Segurança na Navegação Aérea (Eurocontrol). Só neste domingo, a previsão é que mais de 20 mil voos sejam cancelados, de um total de 24 mil previstos.

De acordo com a Eurocontrol, o espaço aéreo europeu continua fechado em 20 países: Áustria, Bélgica, Croácia, República Tcheca, Dinamarca, Estônia, Finlândia, Hungria, Irlanda,Holanda, Noruega, Polônia, Romênia, Sérvia, Eslovênia, Eslováquia, Suécia, Suíça, Ucrânia e no Reino Unido. Há fechamentos parciais também na maior parte da França e da Alemanha, norte da Espanha e norte da Itália.

Estão em funcionamento apenas aeroportos no sul da Europa, incluindo partes da Espanha, Portugal, os Bálcãs, sul da Itália, Bulgária, Grécia e Turquia.

Aeroporto de MilãoAeroporto de Milão foi transformado em "dormitório" para passageiros que não conseguem embarcar (Foto: AP)

A erupção do vulcão lançou no ar uma nuvem composta por partículas de vidro, areia e rocha. Especialistas acreditam que as cinzas expelidas pelo vulcão podem danificar seriamente os aviões, entupindo as turbinas e fazendo com que os motores parem de funcionar em pleno ar.

saiba mais

Neste sábado (17), cerca de 17 mil voos foram cancelados, o equivalente a três quartos do previsto. A proibição de voos na Grã-Bretanha foi estendida até as 19h deste domingo (15h, no horário de Brasília), já os aeroportos do norte da França e da Itália devem permanecer fechados até segunda-feira (19).

Na Alemanha e na Holanda, as companhias aéreas Lufthansa e KLM realizaram voos de teste e estudam as aeronaves para detectar qualquer problema que possa ter sido provocado pelas partículas vulcânicas. A previsão é que o espaço aéreo desses dois países permaneça fechado até as 14h e 19h, respectivamente.

Cinzas

Segundo o glaciologista britânico Matthew Roberts, que trabalha no serviço de meteorologia da Islândia, o vulcão já está produzindo menos cinzas. De acordo com ele, porém, ainda há cinzas vulcânicas na atmosfera, além de um efeito retardado entre a emissão do material pelo vulcão e as cinzas flutuando para o espaço aéreo europeu.

Além disso, meteorologistas afirmam que as condições meteorológicas continuam não colaborando para dissipar a nuvem. Os especialistas afirmam ser necessária uma mudança no sentido do vento para reverter a situação.

Prejuízos milionários

Somados às dificuldades enfrentadas pelos passageiros, estão prejuízos milionários provocados pela nuvem vulcânica. Além dos voos europeus, a grande maioria dos voos transatlânticos - apenas 55 de 337 viagens previstas foram realizadas - também está sendo cancelada, assim como os voos da China para a Europa.

Em cidades como Bangcoc e Cingapura, cujos aeroportos são muito usados como escalas para voos da Ásia para a Europa, a ocupação dos hotéis está próxima de sua capacidade máxima.

A estimativa é que o caos aéreo esteja provocando prejuízos de cerca de US$ 200 milhões (cerca de R$ 350 milhões) por dia às companhias aéreas. Para os passageiros ilhados, a conta pode incluir despesas imprevistas com diárias de hotel, extensão de seguros de viagem, médicos e com alimentação, entre outros.

Fonte: g1, www.g1.com.br