"Nunca bati em Michael", diz Joe Jackson na TV

Joe, que ficou fora do testamento do Rei do Pop, acredita que a morte de Michael foi causada por algum erro médico por parte do doutor Conrad Murray

Em entrevista ao programa do jornalista Larry King, na rede de TV norte-americana CNN na noite desta segunda-feira (20), Joe Jackson, pai e ex-empresário do cantor Michael Jackson, diz que nunca bateu no seu filho e que não cometeu nenhum erro quando estava criando ele e seus irmãos.

?Nunca (o agredi), nunca. Eu o eduquei como todos os pais criam seus filhos. Mas pelo que eu iria agredir Michael? Nunca existiu razão para isso. É o meu filho. Eu o amava e ainda o amo?, disse Joe. ?Ele cresceu da forma certa, ele não corria pelas ruas como todas as outras crianças do bairro?.

Joe, que ficou fora do testamento do Rei do Pop, acredita que a morte de Michael foi causada por algum erro médico por parte do doutor Conrad Murray, que estava com o cantor no momento da sua morte, no dia 25 de junho.

?O médico deu algo para que ele relaxasse, e ele não acordou nunca mais. Tem algo de errado aí?, afirma Joe. ?Esse médico fugiu, demoraram três dias para achá-lo. Para mim, foi um erro médico?.

A família está esperando os resultados de um exame toxicológico para determinar a causa da morte do cantor. Os resultados devem ser apresentados na próxima semana.

Joe diz que não sabe o paradeiro do corpo de Michael - fontes afirmam que o cantor ainda não teria sido enterrado. "Você teria que perguntar a alguém que saiba sobre isso", disse, ao ser indagado sobre o corpo. "Eu não sei".

Fonte: g1, www.g1.com.br