NY reabre coroa da estátua da Liberdade

O acesso à estátua da Liberdade foi fechado depois dos ataques às Torres Gêmeas de Nova York

As autoridades de Nova York decidiram celebrar o 4 de julho permitindo aos turistas voltar a subir até a coroa da Estátua da Liberdade, que foi fechada após os atentados terroristas de 11 de setembro de 2001.

O secretário de Interior dos Estados Unidos, Ken Salazar, havia anunciado em maio que a coroa da famosa estátua seria aberta ao público no Dia da Independência americana.

O acesso à estátua da Liberdade foi fechado depois dos ataques às Torres Gêmeas de Nova York, embora em agosto de 2004 tenha sido reaberta, ainda que com rigoroso controle, a base do monumento.

O acesso à coroa, aonde só é possível chegar por uma estreita escada de caracol de 168 degraus, é complicado, e por isso as autoridades nova-iorquinas temiam problemas para evacuação em caso de emergência.

O Serviço Nacional de Parques trabalhou nos últimos oito anos para preparar a coroa da estátua e cumprir as normas de evacuação e os protocolos para o caso de incêndio.

Calcula-se que cerca de 30 pessoas poderão ter acesso a essa parte da estátua por hora, dez por vez.

O acesso à tocha está fechado desde que ela foi alvo de uma bomba em 1916.

A estátua, com 93 metros de altura, foi inaugurada em 1886 para marcar os cem anos da declaração da independência americana. Ela foi presenteada pela França aos EUA. Os dois países ajudaram-se mutuamente na guerra de independência e durante a reação de potências europeias à Revolução Francesa.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br