OAB suspende advogado que chamou colega de cachorra: "Férias"

O fato aconteceu pela maneira como ela se vestia.

Nesta segunda-feira (30) a Ordem dos Advogados do Brasil na Bahia determinou a suspensão do advogado identificado como Marconi de Souza Reis, durante 90 dias, depois de ele ter xingado uma colega chamada Louise Lima Andrade de ‘cachorra’ pela maneira como ela se vestia.

Todo o caso aconteceu no dia 27 de outubro deste ano durante uma audiência de conciliação no Juizado Cível de Lauro de Freitas: “Dali eu estou vendo a sua calcinha, da próxima vez venha com uma roupa mais composta. Cachorra!”, disse.

À época, OAB divulgou uma nota de repúdio à atitude de Reis dizendo: "É inadmissível que, ainda nos dias atuais, a mulher sofra censura moral e agressão verbal, de cunho discriminatório de gênero, em razão da suas roupas ou aparência. Não ter direito de propriedade sobre o seu próprio corpo e a sua imagem profissional é uma violência contra a mulher e não pode ser ignorada por esta Seccional."

O Tribunal de Ética e Disciplina (TED) da OAB da Bahia suspendeu Reis por 90 dias -- prazo máximo permitido.

Image title

'Férias'

Após o julgamento, o advogado postou em seu Facebook que havia recebido da OAB-BA "férias de 90 dias". No texto, ele também compara o julgamento a uma crucificação:

Pois é: se eu fosse Jesus Cristo e estivesse ali sendo crucificado, e todos os advogados conselheiros (que me julgaram) também estivessem pregados numa cruz, condenados por seus crimes, eu só levaria o relator aos céus. E diria: “Ainda neste verão estarás comigo na praia do paraíso”.

Image title


Fonte: Com informações do Brasil Post