Objetos avistados no mar em busca por avião da AirAsia não é da aeronave, informam autoridades

O anúncio foi feito pelo vice-presidente da Indonésia, Jusuf Kalla. "Não há provas suficientes para confirmar essas informações", afirmou.

Os objetos avistados por um avião de reconhecimento australiano quando procurava o Airbus 320-200 da AirAsia que desapareceu no domingo (28) quando voava desde a cidade javanesa de Surabaya até Cingapura não são da aeronave desaparecida, informaram as autoridades da Indonésia.

O anúncio foi feito pelo vice-presidente da Indonésia, Jusuf Kalla. "Não há provas suficientes para confirmar essas informações", afirmou.

Mais cedo, foi informado que o objeto avistado pelo Orion P se encontrava a cerca de 700 milhas (1.127 quilômetros) da última posição conhecida do avião desaparecido, informou a mídia local. Indonésia, Cingapura, Malásia, Austrália e Coreia do Sul participam das operações de busca e resgate com 12 embarcações, cinco aviões e três helicópteros.

Dezenas de pescadores da região também cooperam nos trabalhos, enquanto várias nações, como Estados Unidos, Índia, China e Reino Unido, ofereceram ajuda.

Desaparecimento
O Airbus A320-200 do voo QZ-8501 desapareceu dos radares depois que o piloto pediu permissão para ganhar altura devido às más condições atmosféricas.

O avião poderia estar "no fundo do mar", disse Bambang Soelistyo, diretor da agência indonésia de busca e resgate. "As últimas coordenadas foram no mar. Portanto é possível que se encontre no fundo dele", afirmou Soelistyo em entrevista no aeroporto de Jacarta, na Indonésia, nesta segunda.

O vice-presidente da Indonésia, Jusuf Kalla, também não parece acreditar que a aeronave será encontrada com facilidade. Ele afirmou ao jornal  cingapuriano "The Straits Time" que existem 'enormes possibilidades' de que o avião da AirAsia tenha sofrido um acidente.



Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: G1