Obra de centro esportivo da zona sul está atrasada dois anos e não tem previsão de entrega

Obra de centro esportivo da zona sul está atrasada dois anos e não tem previsão de entrega

Centro Esportivo Parentão deveria ter tido suas obras concluídas em 2012, mas ainda está em obras

Orçado em cerca de R$ 540 mil, o Centro Esportivo Parentão, no bairro Lourival Parente, zona de Sul de Teresina, começou suas obras em dezembro de 2011, quando o então prefeito Elmano Ferrer assinou a ordem de serviço que autorizava a reforma em uma área de 23.540m², onde antes funcionava o campo de futebol Parentão, na avenida Henry Wall de Carvalho. No entanto, dois anos após o prazo inicial de entrega, o local ainda é um canteiro de obras e não tem previsão para sua conclusão.

Tida como 'a Potycabana da Zona Sul', o local tem em seu projeto a implantação de campo de futebol com medidas oficiais, novo gramado e alambrado; pista de cooper; nova arquibancada; instalação de playground; seis boxes para funcionamento de lanchonetes; estacionamento para 120 vagas; colocação de, bancos, lixeiras, postes de iluminação e instalação de banheiros para os usuários do centro, mas, até o momento, apenas quadras de futebol de areia e futebol de salão estão construídas.

Para Ronaldo Dias, morador do bairro Lourival Parente e que utilizava o Parentão antes de seu fechamento para reforma, a obra vai trazer benefícios, mas precisa ter avanço: "Aguardávamos por essa reforma. Jogava futebol amador todos os sábados no campo e reclamávamos da falta de infra-estrutura. Comemoramos a reforma, mas já são dois anos e nada de ser entregue, ai ficamos até sem o campo."

Segundo a empresa responsável pela execução da obra, outra empresa havia sido contratada, cumpriu a primeira etapa, mas não concluiu a obra. A nova empreiteira do local ainda não tem uma previsão para concluir as obras.

A SDU Sul, superintendência responsável pela execução da obra, informou através do seu gerente de obras que problemas na licitação ocasionaram o atraso na entrega do centro esportivo, Isaac Carvalho: “Várias empresas foram contratadas para realizarem o serviço, mas tivemos diversos problemas tanto contratuais como nas obras, como por exemplo uma casa que existe no local e nunca foi desocupada. Agora nós fizemos adequações para que a obra, enfim, fosse concluída e entregue à população”, declarou Isaac.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Victor Costa