Obras de prolongamento da Avenida Piauí iniciam depois do Carnaval em Timon

Obras de prolongamento da Avenida Piauí iniciam depois do Carnaval em Timon

A avenida será prolongada, após o Carnaval. O processo licitatório dependia da análise técnica que permitisse a construção. A finalização do prolongamento está prevista para julho desse ano

As obras de prolongamento da Avenida Piauí devem iniciar após o Carnaval. O processo licitatório dependia da análise técnica que permitisse a construção, obedecendo a Lei nº 12.651/2012, do Código Florestal Brasileiro. O cumprimento desta legislação é necessário para que a construção respeite as necessidades da população e, ao mesmo tempo, não crie impactos negativos para a sociedade e o meio ambiente.

A finalização do prolongamento está prevista para julho. “Foi feito o decreto de utilidade pública para dar legalidade ao desmatamento de uma área de proteção ambiental. Após essas análises burocráticas, as obras devem ter início logo após o carnaval e terminar em 120 dias”, declara João Batista Fontes, secretário municipal de governo.

O prolongamento é necessário para melhorar o trânsito de Timon. Com a intervenção, a avenida ganhará mais 4 km. Essa obra vai ser viabilizada por meio de uma permuta entre o poder público e o setor empresarial, uma parceria público-privada. “A obra permitirá a criação de uma nova alternativa para chegar ao bairro Parque Alvorada pela Ponte Nova, então vamos desafogar e muito o trânsito da Avenida Presidente Médici, que tem muitos congestionamentos”, afirma Fontes.

A Prefeitura Municipal de Timon lembra que o alto índice de endividamento encontrado em janeiro de 2013 impossibilitou que importantes empréstimos fossem autorizados pela Caixa Econômica Federal, através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) do Governo Federal. O endividamento inviabilizou a Prefeitura de receber um empréstimo de mais de R$ 22 milhões, recursos que seriam aplicados em obras de mobilidade urbana, nas quais a Avenida Piauí estava incluída.

Hospitais de Teresina vão atender timonenses

A decisão foi tomada após uma reunião realizada na última terça-feira (10) entre as secretarias municipais de saúde de Timon e Teresina. O encontro propôs a organização e implantação de uma equipe de regulação em cardiologia, neurologia e ortopedia para realizar a triagem dos pacientes maranhenses.

Após diversas explanações, ficou decidido que todo paciente, em caso de urgência, que vier da região de Timon, que abrange além do município, as cidades de São Francisco, Matões, Parnarama, passarão pela UPA, onde será feita a regulação (controle do paciente) e, em seguida, o mesmo já será encaminhado para Teresina. Já os pacientes ambulatoriais e de cirurgias eletivas serão encaminhados para a Central de Regulação de São Luís e lá eles darão o direcionamento do paciente, se ele deve ir para Teresina ou para um município vizinho à capital do Maranhão.

De acordo com o secretário de Timon, Marcio Sá, por meio da Regulação, os dois Estados terão total controle dos pacientes. “A importância da Regulação será o controle de entrada e do fluxo do paciente, pois assim será possível saber toda a trajetória do atendimento e numa possível cobrança financeira do Piauí para o Maranhão, a administração terá um controle de quantas pessoas foram atendidas, quais os procedimento e valores”, informou o gestor.

A Secretaria Municipal de Saúde de Timon concorda com a nova sistemática.“Vamos ter a equipe de regulação, que vai regular atendimentos especializados, mas em caso de urgência os pacientes maranhenses terão as portas abertas nos hospitais de Teresina. O Estado do Maranhão vai assumir essa decisão”, explica a assistente social Maria José Torres.

Ao fim da reunião, ficou definido que, para a realização da regulação, haverá um treinamento dos técnicos referente ao controle dos pacientes do Maranhão para o Piauí, que farão as triagens. A capacitação será nos dias 24 e 25 de fevereiro, em Teresina.

 

Fonte: Lucrécio Arrais