Operação Carnaval da PRF visa reduzir colisões frontais nas BRs

A Operação Carnaval 2015 segue até a Quarta-feira de Cinzas (18).

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTA TERÇA-FEIRA (10) DO JORNAL MEIO NORTE

Por: Olegário Borges

Responsáveis por aproximadamente 30% das mortes em BRs, as colisões frontais são o principal foco de combate da Operação Carnaval da Polícia Rodoviária Federal, que começou a vigorar desde segunda-feira (13). Este ano, a ação vai monitorar incisivamente o consumo de álcool pelos condutores de veículos, tendo em vista que é a principal causa de acidentes no período carnavalesco, considerado o mais crítico do ano, ao lado do Natal e Réveillon. A Operação Carnaval 2015 segue até a Quarta-feira de Cinzas (18).

Neste ano a operação contará com o reforço de 302 policiais rodoviários, assim como 40 viaturas e 5 radares de velocidade espalhados por todo o Piauí. O número de etilômetros, popularmente conhecidos como bafômetro, aumentou para 30 e registrou crescimento de 200%, posto que a operação do ano anterior contava com apenas 10 máquinas do tipo. O reforço de homens e equipamentos denota maior rigor na fiscalização de combate à embriaguez ao volante, a principal causa de mortes no trânsito. Para se ter uma ideia, somente em janeiro de 2015 aconteceram 11 mortes nas BRs do Piauí, contra 13 no mesmo período do ano passado.

Tradicionalmente planejada para começar no fim de semana das festas de Momo, a Operação Carnaval 2015 da PRF foi antecipada em cinco dias graças ao bom desempenho de experiências anteriores. "Conseguimos reduzir os números de acidentes em outras operações do ano passado e este ano mais uma vez estaremos antecipando a fiscalização para levar segurança às pessoas. Por isto, a partir desta semana, vão ser fiscalizados principalmente o excesso de velocidade, ultrapassagens e alcoolemia, que são as maiores causas de óbito na pista", explica o inspetor da Polícia Rodoviária Federal, Fabrício Loiola.

Fonte: Olegário Borges