Ossos de humanos aparecem em bairro e assusta moradores locais

Material seria de escavação para ampliação de cemitério municipal.

Moradores de Bonfim Paulista, distrito de Ribeirão Preto (SP), denunciaram no final da tarde deste domingo (2) um suposto caso de descarte de ossos humanos nos arredores de uma área residencial da localidade. O material, segundo a denúncia, teria sido despejado há uma semana pela Prefeitura, junto com terra removida de um cemitério municipal que fica nas proximidades.

A reportagem esteve na Via do Rosário, onde a terra foi depositada, e constatou pedaços de estruturas semelhantes a tecidos ósseos, uma delas removida da terra naquele instante por um morador. Roupas, flores artificiais e vasos também estavam misturados à terra avermelhada.





No cemitério, há uma escavação com materiais semelhantes a partes de esqueletos humanos presos à terra. A Prefeitura confirmou a remoção de entulho de uma obra para construção de túmulos e também o descarte na Via do Rosário, mas negou a existência dos restos mortais.

A faxineira Marlene Ferreira de Souza, de 54 anos, foi uma das primeiras moradoras do distrito a denunciar o caso. ?Eu vi os caminhões saindo do cemitério e jogando a terra aqui, aí já começou o comentário de que tinha pedaço de caixão e osso misturado?, contou. ?Vim correndo ver. Se eu descubro que o meu ?Zezão? está aqui, não vou deixar barato?, comentou a moradora, preocupada com a possibilidade de que despojos do marido José Paulino, morto há cinco anos, tenham sido retirados do túmulo durante a escavação.





Marlene escavou com as mãos nuas os montes terrosos à procura de indícios que confirmassem a sua denúncia. Recolheu gravatas, calça, camisa, flores e véus, além de segurar pedaços das supostas ossadas previamente recolhidos. ?Não tenho medo, lavo as mãos com álcool depois.?

O estudante Maycon Vinicius Rodrigues da Silva, de 15 anos, persistiu em confirmar o depoimento dos moradores: escalou um dos montes e, no topo, desenterrou mais uma parte do que seria um osso longo. ?Agora tem pouco, mas o carro da Prefeitura veio aqui e recolheu pedaço de osso e resto de caixão, tinha um monte.?

Rosangela da Silva, de 42 anos, mãe de Maycon, confirma a declaração do filho. ?Eu vi que era coisa de cemitério porque meu outro menino, de 4 anos, pegou um crucifixo na mão?, disse. ?Fiquei com medo de doença, mas não tem jeito, criança mexe em tudo.?

Por telefone, a assessoria de imprensa da Prefeitura de Ribeirão Preto confirmou que a terra foi retirada do Cemitério Municipal de Bonfim Paulista para construção de novos túmulos. Ainda segundo a Prefeitura, um engenheiro civil visitou na tarde de domingo (2) o local onde a terra foi despejada e não constatou a presença de fragmentos de ossos humanos.

A Companhia de Desenvolvimento Econômico de Ribeirão Preto (Coderp), empreso que administra o cemitério, informou, também por meio da assessoria de imprensa da Prefeitura, que removerá o entulho do terreno até o final desta semana, mas a assessoria não soube dizer para onde o material será enviado.

Fonte: G1