PAC 2: R$ 127 mi para THE, Picos e Parnaíba

Os recursos são originados do Orçamento Geral da União (OGU) de 2010

O Piauí foi contemplado ontem com R$ 127 milhões em recursos da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento - PAC 2. O montante aprovado pelo Ministério das Cidades alcança obras de abastecimento de água, esgotamento sanitário e urbanização em Teresina, Parnaíba e Picos. Os recursos são originados do Orçamento Geral da União (OGU) de 2010 e de financiamentos públicos. Em todo o país, foram aprovadas 1.258 obras e projetos, que somam R$ 17,25 bilhões.

As propostas aprovadas para Teresina incluem a urbanização da Vila Alto da Ressurreição e do Residencial Frei Damião, e previsão de R$ 23,25 milhões do OGU; a urbanização da Vila da Paz com previsão de R$ 17 milhões do OGU; ambas com execução sob responsabilidade da Prefeitura; implantação do interceptor da Avenida Raul Lopes e coletor tronco, emissários na Avenida União - bairros Real e Copagri, com execução sob responsabilidade do Governo do Estado e R$ 8,87 milhões do OGU.

Outras obras selecionadas em Teresina são as de galerias fechadas e bueiros, com execução sob responsabilidade da Prefeitura e previsão de R$ 35,75 milhões do OGU.

Em Parnaíba, as propostas selecionadas foram da ampliação da primeira etapa do sistema integrado de abastecimento de água, com a construção de elevatórias e adutoras de água bruta e tratada. Execução sob a responsabilidade do Governo do Estado do Piauí e previsão de R$ 16,3 milhões financiados; ampliação do sistema de esgotamento sanitário, abrangendo a rede coletiva e ligações domiciliares. Execução sob a responsabilidade do Governo do Estado do Piauí e previsão de R$ 11,39 milhões do OGU e elaboração de estudos e projetos para urbanização de assentamentos precários pelo Governo do Estado do Piauí. Previsão de R$ 260 mil do OGU.

Para Picos, as obras contempladas incluem a elaboração de estudos e projetos para urbanização de assentamentos precários pelo Governo do Estado do Piauí. Previsão de R$ 260 mil do OGU; e a ampliação do sistema de esgotamento sanitário com previsão de R$ 10,53 milhões do OGU.

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte