Paciente ameaça médicos com peixeira e posto de saúde fecha

Paciente ameaça médicos com peixeira e posto de saúde fecha

O vigilante da unidade imobilizou a paciente e a levou para fora do posto de saúde.

O posto de saúde Dídimo Otto Kummer, localizado no conjunto Carminha, Benedito Bentes, amanheceu fechado nesta terça-feira (12). O motivo, segundo funcionários, foi um ato de violência ocorrido ontem, quando uma paciente irritada entrou no posto com uma faca peixeira ameaçando médicos e funcionários.

Por telefone, uma funcionária contou ao TNH1 que a mulher estava na fila esperando atendimento, ficou revoltada com a demora e saiu para buscarum faca em sua residência, enquanto uma equipe da imprensa estava no local. Ela voltou e entrou no posto ameaçando os servidores.

O vigilante da unidade imobilizou a paciente e a levou para fora do posto de saúde. Funcionários ficaram assustados com o episódio e decidiram que não iriam trabalhar enquanto a segurança não for reforçada no prédio.

Quem procurou atendimento nesta manhã encontrou o posto de saúde fechado. Os funcionários disseram que vão ainda hoje até a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para cobrar uma solução.

Em nota, a Secretaria de Saúde informou que o fato não teve relação com a demora no atendimento. Na nota, Luciene de Oliveira, diretora médica do posto, explicou que se trata de uma paciente com problemas mentais. A mulher estava na fila do atendimento, seria a terceira a ser atendida, mas quando chegou sua vez a médica teve que se ausentar para receber a equipe de reportagem.

Ainda segundo a diretora do posto, a paciente provavelmente foi vítima de uma surto psicótico. A secretaria disse ainda que já está em andamento o processo licitatório para a contratação de segurança privada para as unidades de saúde da capital.

Fonte: UOL