Pai não sabe o que levou mulher a entregar bebê para casal; veja

Pai não sabe o que levou mulher a entregar bebê para casal; veja

Renata Soares disse para a polícia que o bebê tinha sido sequestrado.

O pai do bebê de Minas Gerais cujo desaparecimento chegou a ser denunciado como sequestro, mas que foi entregue a um casal do Rio de Janeiro pela própria mãe, afirmou que não sabe o que levou sua mulher, Renata Soares, a inventar a história. O caso foi mostrado hoje pelo Bom Dia Rio.

?A gente estudava, trabalhava, nunca faltou nada em casa, eu não consigo imaginar até porque foi um choque para todo mundo. Com certeza o meu sogro deve estar assustado, minha sogra também, a gente não consegue nem imaginar o motivo. Os policiais perguntaram pra ela o porquê e ela falou que não sabe?, disse o pai Johney Nulhia. A criança já foi levada pelo pai para Minas Gerais.

Depois de dias de angústia, o pai da criança, Johney Nulhia pode, carregar o alívio no colo. A história do bebê de dois meses que sumiu em Belo Horizonte e apareceu no Rio é surpreendente. No sábado (23), a mãe acionou a polícia dizendo que o bebê havia sido sequestrado.

?Um casal de chineses e um outro cara, ele falava português, ele colocou uma arma atrás de mim e falou assim: não olha pra trás, a gente só quer o menino. Se você olhar pra trás eu vou atirar. Aí a mulher puxou o meu filho?, contou a mãe da criança Renata Soares.

Investigação

O fato causou repercussão; a polícia de Minas se mobilizou, PMs fizeram buscas pela cidade atrás da criança e a Polícia Civil abriu investigação na mesma hora.

A jovem contou que a mãe do bebê havia doado a criança pra ela; tudo foi combinado pela internet. Segundo a jovem, o acerto foi feito ao longo de um mês de conversas.

?Eu fiz uma enquete, um fórum. Ela não escreveu nada na enquete, veio direito no meu e-mail, pois eu tinha deixado o e-mail, e ela veio falando que queria doar o neném e eu falei que eu queria muito ter um neném?, contou a jovem.

Usando pseudônimo, Renata contou que queria doar o bebê, disse que seria a decisão mais difícil da vida e pediu que ela entrasse em contato por e-mail. A última mensagem Renata avisou que a criança estava sendo procurada e pediu que ela não saísse de casa para não chamara a atenção.

A adolescente de 17 anos, contou ainda que foi acompanhada do namorado até Belo Horizonte. Ela disse que decidiu ficar com a criança porque tinha perdido um bebê há poucos meses, ainda durante a gestação.

A jovem e o namorado, que também é menor de idade, foram apreendidos e levados para a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente, por crime análogo à subtração de menores. A mãe do bebê está presa em Belo Horizonte.

Fonte: G1