Pai e filha são internados após ataque de dois pitbulls que fugiram de canil

Homem lutou com os pitbuls para conseguir salvar a vida da filha. Dono dos cachorros afirma que levará os animais para um canil.

Uma menina de quatro anos e o pai foram internados após o ataque de dois cães da raça pitbull em Registro, no Vale do Ribeira, interior de São Paulo. As vítimas sofreram ferimentos por todo o corpo e a criança teve que passar por uma cirurgia. O dono dos cachorros afirma que levará os animais para um canil.

As vítimas estão no Hospital São João. Camile Vitória está em observação no quarto junto com o pai, Plínio Costa Silva. A menina está com curativos embaixo do braço, em uma das pernas, no pescoço e na barriga, além de ter levado vários pontos na orelha. O pai, que a salvou do ataque, também tem ferimentos na perna, no pé e na orelha.

A família conta que a garota brincava com os irmãos e primos no quintal de casa quando o cachorro veio da rua, conseguiu abrir o portão, que estava encostado, e atacou a criança. Instantes depois, veio outro pitbull. "O cachorro estava em cima dela, arrastando como se fosse uma boneca no chão. De repente, o outro entrou, grudou no Plínio e queria pegar ela por baixo", descreve Micheli Cristina Fernandes, mãe da menina.


Pai e filha são internados após ataque de dois pitbulls que fugiram de canil

O pai de Camile chegou a empurrar os pitbulls por duas vezes, mas só conseguiu salvá-la quando passou a menina pela janela da casa. O ataque, segundo ele, durou cerca de 15 minutos. "Eu colocava a mão na boca do cachorro mas ele tirava. Queria a menina, até que ela escapou. Foi um milagre, ela nasceu de novo", lembra Plínio.

Camile e o pai estão em uma ala particular, cedida pelo hospital. A menina, que passou por uma cirurgia na orelha, ainda precisa de cuidados na recuperação. Segundo os médicos, os dois devem continuar internados pelos próximos dias.


Pai e filha são internados após ataque de dois pitbulls que fugiram de canil

O dono dos dois pitbulls, Gregory Kemerr, mora no mesmo bairro da família, em uma casa com muros altos. Ele conta que uma falha no portão fez com que os animais escapassem. "Os cachorros estavam soltos. A gente fazia a limpeza do canil e o portão, acidentalmente, destravou. Por isso eles acabaram escapando. Nós estamos completamente abalados, chateados, principalmente pela criança, que não tem nada a ver com isso, o pai também. Estamos dando todo o suporte para eles, fazendo de tudo, inclusive o acompanhamento da criança", afirma.

Gregory diz também que os pitbulls serão levados para um canil particular até que a Justiça determine o que deve ser feito.

Fonte: G1