Pai filma descaso de hospital enquanto filha agoniza com febre alta e vômito

Pai filma descaso de hospital enquanto filha agoniza com febre alta e vômito

Enquanto as gravações aconteciam, os funcionários que se negavam atendê-lo, evitavam aparecer nas filmagens.

O pastor Evangélico Williams Marques Mota entrou em desespero nesta quinta-feira, 24, no Hospital do Promorar e pediu a alguém para filmar o descaso dos profissionais de Saúde durante o sofrimento de sua filha que estava vomitando, ardendo em febre e com possibilidades de convulsões.

Enquanto a criança agonizava e vomitava sobre o pai, ele, aos gritos, apelava por socorro: ?Minha filha pode morrer aqui sem assistência. Aqui não funciona nada! Pelo amor de Deus, alguém façam alguma coisa aqui! A minha filha está morrendo!.?

Enquanto as gravações aconteciam, os funcionários que se negavam atendê-lo, evitavam aparecer nas filmagens.

Williams esteve no programa Agora, da Rede Meio Norte, nesta sexta-feira, 25, e assegurou que vai entrar com uma ação na Justiça contra o hospital. Ele conta com o apoio da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). ?Eu cheguei por volta das 14h30 e até as 16h não tive nenhum atendimento. Todo mundo começou a zombar da minha cara. O hospital ficou deserto de funcionários. Eu vou até o final dessa história! Até quando as pessoas vão ter que morrer? Um funcionário do hospital me disse que os médicos estavam lá dentro e nenhum deles se manifestou!. Eu quero entrar com um processo contra o hospital.

A criança continua com febre. Segundo o pai, depois de longa espera, foram aplicadas duas injeções e mandaram-na para casa

?Queremos que ele procure a OAB para instauração de uma sindicância investigativa para apurar os fatos?, afirmou a advogada Rubenita Lessa.

Fonte: Denison Duarte