Pais descobrem que médicos esquecem tubo em nariz de bebê

A criança inglesa quase morreu enquanto tossia para expelir o tubo feito de PVC.

Assim que nasceu, Owen Thomas precisou de ajuda para respirar porque seu ombro havia ficado preso durante o parto. Os médicos do Hospital Stafford, na Inglaterra, tiveram que colocar um tubo por dentro da traquéia para facilitar a respiração.

Dez dias depois, os pais Kev, 35 anos, e sua esposa Claire, 33, em uma das visitas ao filho na Unidade de Terapia Intensiva, a mãe percebeu que o bebê estava com expressão de dor e sua pele levemente azulada. Sem pensar mais, ela deu dois tapas nas costas de Owen e, então, o tubo saiu. A enfermeira colocou, então, um tubo com oxigênio em suas narinas para ajudá-lo a recuperar a respiração.

“Se eu não estivesse lá, naquele momento, meu filho poderia ter morrido”, disse Clare, indignada, ao jornal britânico Daily Mail. Felizmente, a saúde de Owen, hoje com 4 anos, não teve sequelas. Ainda assim, o casal decidiu processar o hospital e teve o segundo filho em outro local.

O resultado do processo acaba de sair e a família recebeu uma indenização. Segundo o jornal, é uma quantia de cinco dígitos, mas a família revelou que recebeu apenas 3 mil libras, pouco mais de 8 mil reais. O hospital também foi processado por outros casos de negligência.


Pais descobrem que médicos esquecem tubo dentro de nariz de bebê

Fonte: Crescer