País tem 4,18 milhões de crianças e jovens fora da escola, diz MEC

Para secretária de Educação Básica, escola tem de atender geração digital.

A secretária de Educação Básica do Ministério da Educação, Maria do Pilar Lacerda, disse nesta segunda-feira (29) que 4,18 milhões de crianças de 4 a 17 anos estão fora da escola. Emenda Constitucional aprovada no final do ano passado tornou obrigatório o ensino a todos que estão nessa faixa etária, mas estados e municípios têm até 2016 para cumprirem a meta. Antes, o ensino era obrigatório para as idades entre 6 e 14 anos.

A declaração da secretária foi feita durante a Conferência Nacional de Educação (Conae), que acontece em Brasília até o dia 1º de abril, com base em dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD).

Segundo Maria do Pilar, 2% das crianças entre 7 e 14 anos estão fora da escola ?cerca de 680 mil. De acordo com a secretária, há um esforço para colocá-las dentro da escola. ?Estamos fazendo uma busca ativa [por essas crianças]?, afirmou. Entre 4 e 5 anos e 15 e 17 anos, há outros 3,5 milhões fora das salas de aula.

Qualidade

A secretária admitiu que a escola é pouco atrativa para os jovens. ?Nossa escola é analógica para crianças e jovens digitais?, disse. ?É preciso um projeto que dialogue bem com essa geração?, afirmou.

Para Maria do Pilar, o problema não é só falta de dinheiro ou mal gerenciamento das verbas ?mas as duas coisas juntas. ?Precisamos de mais verbas, de usá-las bem. Só elas [as verbas] também não vai resolver. Só 10% [de investimento] do PIB [Produto Interno Bruto] e formação de professores precária, não resolve. Se a escola não tem água, não resolve.?

Fonte: g1, www.g1.com.br