Papa diz que atentado em Paris ''semeou a morte''

O papa Francisco condenou o ato e classificou de "horrível atentado".


O atentado terrorista à revista "Charlie Hebdo" matou ao menos 12 pessoas, entre elas oito jornalistas, na manhã desta quarta-feira (7). O papa Francisco condenou o ato e classificou de "horrível atentado".

De acordo com o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, Francisco disse que o ato "semeou a morte, levando consternação a toda a sociedade francesa e afetando profundamente todas as pessoas amantes da paz, muito além das fronteiras da França".

O Papa está rezando pelos feridos: "com todos os meios à disseminação do ódio e qualquer forma de violência, física e moral, que destrói a vida humana".

Fonte: UOL