Papa Francisco percorrerá quase mil quilômetros no Brasil em 6dias

Papa Francisco percorrerá quase mil quilômetros no Brasil em 6dias

A extensa agenda do argentino Jorge Mario Bergoglio representa mais do que o dobro do percurso de seu antecessor, Bento 16.

O papa Francisco, que chegará ao Rio de Janeiro no dia 22 de julho para cumprir agenda de seis dias durante a JMJ (Jornada Mundial da Juventude), percorrerá aproximadamente mil quilômetros entre deslocamentos pela cidade, que terá eventos nas zonas norte, sul e oeste, e a ida a Aparecida, cidade paulista que tem como símbolo o Santuário Nacional de Nossa Senhora de Aparecida.

A extensa agenda do argentino Jorge Mario Bergoglio representa mais do que o dobro do percurso de seu antecessor, Bento 16, durante visita de cinco dias a São Paulo, em 2007. O alemão Joseph Ratzinger fez deslocamentos de cerca de 435 quilômetros, e também teve a oportunidade de ir a Aparecida.

Para fazer uma projeção matemática sobre os deslocamentos dos papas em suas visitas ao Rio de Janeiro e a Aparecida, a reportagem do UOL fez os cálculos a partir dos menores trajetos oferecidos pela ferramenta Google Maps.

As rotas traçadas consideraram sempre o deslocamento foito por automóvel. Percursos como a viagem do Rio a São Paulo e o trajeto entre o Sumaré e o Campus Fidei, em Guaratiba, serão feitos por meio de helicóptero, o que pode alterar a quilometragem final para mais ou para menos.

Francisco, porém, ainda estará muito distante de João Paulo 2º, que peregrinou, em 1980, por 13 cidades em apenas 12 dias. Na ocasião, o papa polonês percorreu aproximadamente 10.000 quilômetros em território brasileiro. Era a primeira vez que um pontífice vinha ao Brasil, maior nação católica do mundo.

Segundo o vice-presidente do comitê organizador local da JMJ, dom Antonio Augusto Dias Duarte, embora Bergoglio não tenha problemas graves de saúde, há uma preocupação no sentido de "zelar pela saúde e pelo descanso" do papa. Por esse motivo, a agenda do pontífice não possui atividades no dia 23 de julho. Francisco chega ao Rio no dia anterior, às 16h, e seguirá do aeroporto Antônio Carlos Jobim, o Galeão, para solenidades de boas-vindas no Palácio da Cidade, em Botafogo, e no Palácio Guanabara, em Laranjeiras, na zona sul --ele só deve descansar após 19h.

"O papa é o nosso pai comum. Como filhos, temos que zelar pela saúde e pelo descanso. Ele chega na segunda-feira, dia 22, mas passa a terça-feira toda descansando. Durante o período que ele estiver aqui, sempre depois do almoço, serão reservadas duas ou três horas de descanso para que ele não tenha qualquer tipo de problema", disse.

O pontífice vai desembarcar na capital fluminense na companhia de seu médico particular, Patrizio Polisca, e terá pelo menos dois hospitais particulares de prontidão caso venha a ter um problema de saúde. Dom Antonio Augusto afirmou que o comitê organizador já está em negociação com esses hospitais, porém não quis divulgar os nomes. Ele disse que um ficará na zona sul e outro, na zona oeste.

"Não se tem notícias sobre problemas mais graves relacionados à saúde do santo padre. O que se sabe é que ele não tem parte do pulmão direito. Foi uma cirurgia feita com 19, 20 anos de idade. Ele mesmo revelou isso no Vaticano", declarou o vice-presidente do COL.

Fonte: UOL