Parceria vai levar riquezas culturais do Piauí às escolas estaduais

Assunto foi tratado em encontro dos secretários

Levar as riquezas culturais do Piauí para dentro das salas de aula. Essa é uma das ações que a Secretaria Estadual da Cultura pretende colocar em prática, em parceria com a Secretaria Estadual da Educação. As duas secretarias vão firmar um Termo de Cooperação Técnica para garantir a implantação desse e de outros projetos culturais nas escolas da rede pública estadual.

Image title

“A ideia é trabalhar todo o potencial que a Secretaria da Cultura tem hoje, com as escolas de música, de dança e de teatro, envolvendo a educação. Potencializar também o Pronatec dentro das escolas com educação e cultura, como por exemplo, com bolsas para os alunos da Escola de Rabecas em Bom Jesus”, destaca o secretário estadual da Cultura, Fábio Novo, que esteve reunido, nessa quarta-feira (29), com o secretário estadual da Educação, em exercício, Hélder Jacobina.

Uma das propostas do secretário estadual da Cultura é juntar o potencial da rede de Pontos de Cultura com a educação. No Piauí, há pelo menos 80 pontos de cultura que promovem atividades culturais e oficinas em todo o estado. A parceria visa levar os alunos da rede estadual a esses pontos e promover atividades culturais como cinema, teatro, música e as diversas expressões culturais como atividade complementar.

Os primeiros projetos a serem desenvolvidos em conjunto são relacionados às escolas de rabeca, de sanfonas e de bandolins. Esses instrumentos são expressões culturais do estado e serão fortalecidos através do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), beneficiando os alunos da rede pública estadual.

Helder Jacobina afirmou que o Termo de Cooperação Técnica entre as secretarias será relevante na definição de demandas culturais nas escolas estaduais. “É preciso angariar recursos e melhorar o atendimento nas escolas. Nós vamos aprimorar através do Pronatec e do Mais Educação, os Pontos de Cultura existentes e os que possam surgir”, destacou o secretário.

Fonte: Ccom