Parnaíba e Teresina podem ter novos voos em 2016

Governador tratou do assunto em reunião com presidente da Infraero.

A partir de janeiro de 2016, o Aeroporto de Parnaíba estará apto a receber aeronaves de maior porte, uma vez que passará a operar por instrumentos de bordo, conforme linguagem técnica. O cronograma foi estabelecido nesta quarta-feira (7), em audiência do governador Wellington Dias; secretário dos Transportes do Piauí, Guilhermano Pires; o superintendente de Representação do Piauí em Brasília, Roberto John, com o presidente da Infraero, Gustavo do Vale.

A empresa de aviação aérea Azul já realiza voos de pequeno porte para o litoral piauiense e agora manifesta o interesse em ampliar para aeronaves maiores. A Gol também quer operar na rota, em voo que já realiza da capital piauiense rumo à capital maranhense, São Luís.

Governo e Infraero se comprometem a realizar os investimentos necessários, como aquisição de equipamentos, sinalização, dentre outros. "Providências serão tomadas com base em vistoria feita pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e, com isso, garantiremos que já no início do ano tenhamos todas as condições para receber voos maiores", assegurou o governador.

"Vamos, administrativamente, tomar todas as providências para que no começo do ano tenhamos, nem que seja temporário, o voo por instrumentos funcionando", declarou o diretor de Aeroportos da Infraero, Marçal Goulart.

As Regras de Voo por Instrumentos ou IFR (do inglês Instrument Flight Rules) são o conjunto de regras das quais o piloto se utiliza para conduzir uma aeronave orientando-se pelos instrumentos de bordo, ao invés de se orientar por referências visuais exteriores a essa aeronave.

Fonte: Assessoria