Parnaíba terá primeiro shopping do Nordeste com ar condicionado natural

Parnaíba terá primeiro shopping do Nordeste com ar condicionado natural

Previsto para inaugurar, antecipadamente, no final de 2013 o Dunnas Shopping está sendo construído no litoral do Piauí

Nos últimos anos o Brasil presenciou um fenômeno em sua economia, milhões de brasileiros entraram para a classe média e com melhores salários estão comprando mais. Aproximadamente 16 cidades vão ganhar seu primeiro centro de compras como é o caso da Parnaíba no Piauí.

Diante da expectativa de atender estes consumidores com maior poder de compra tem crescido também o número de shoppings centers e centros comerciais inaugurados.

Segundo uma estimativa feita pela Associação Brasileira de Shoppings Centers (Abrasce) em 2013 o número de shoppings inaugurados deve aumentar 70% em relação a 2012, cerca de 46 empreendimentos devem abrir as portas contra 27 inaugurados no ano passado.

Previsto para inaugurar, antecipadamente, no final de 2013 o Dunnas Shopping, que está sendo construído no litoral do Piauí será o primeiro da região a trazer mudanças conceituais, econômicas, de comercialização, sustentabilidade e lazer. Elaborado dentro de um conceito de sustentabilidade - que valoriza a economia de recursos - o projeto adotou novos paradigmas na arquitetura e buscou aproveitar a ventilação natural para manter a temperatura do ambiente. O Dunnas será o primeiro shopping de porte do nordeste, que devido aos conceitos arquitetônicos empregados possuirá, como se fala na região, ?ar condicionada natural?. Esta medida irá minimizar os custos com energia em até 70% e a economia será revertida aos lojistas.

O escritório de arquitetura Hochheimer Imperatori Arquitetura (Hiarq) projetou um jogo de coberturas, visando aproveitar as características climáticas da região. Somadas à ventilação natural e ao pé direito, que em alguns locais chega a ter mais de 10 metros de altura, a geometria do teto irá proporcionar uma temperatura estável em todas as estações do ano. ?A arquitetura contemporânea precisa trabalhar em parceria com as questões socioambientais. O desenho da cobertura do shopping torna-se inovador, buscando destacar e aproveitar os aspectos da natureza local e as riquezas da região. Como resultado, o telhado acabou remetendo a um campo de dunas, que são muito marcantes no nordeste.?, explica George Hochheimer sócio-fundador da Hiarq.

Segundo o arquiteto o projeto estudou a direção dos ventos Alísios, que vêm do sul da Europa e Norte da África e são constantes na região chegando a soprar praticamente 300 dias por ano. Construído no sentido dos ventos a aerodinâmica do edifício permite que eles circulem de maneira controlada no interior do prédio, além de serem umidificados pelo mar, proporcionando mais conforto térmico. George destaca que atualmente o maior gasto deste tipo de estabelecimento comercial está ligado ao consumo de energia e ao uso de aparelhos de ar condicionado que chegam a ficar ligados por mais de 18 horas por dia. Para este projeto o ar condicionado poderá ser um sistema complementar que ajuda a regular o clima e conforto térmico.

De acordo com Cláudio Pacheco diretor geral do empreendimento, a inovação do shopping que movimenta o setor econômico é a quebra de paradigma relacionada à venda dos espaços para os lojistas. ?Seguindo a lógica de um condomínio gerenciado por um síndico e com decisões administrativas tomadas em assembléia, todas as lojas do Dunnas são vendidas e não alugadas como é mais comum nesse tipo de empreendimento. Este novo sistema reverte maior lucro para o empreendedor que além de contar com a renda do seu negócio aumenta sua margem de lucro com a valorização do imóvel. Este Shopping foi o primeiro empreendimento comercial do Brasil a vender as unidades com uma linha de crédito financiada pela Caixa Econômica Federal. As vendas foram um sucesso, o que confirma que o mercado está pronto para esta modalidade de negócios onde os lojistas adquirem sua unidades?, ressalta Pacheco.

Fonte: Proparnaiba