Paula Fernandes perde liminar contra a empresa do cantor Leonardo

Ela tinha adquirido o direito de compartilhar a gerência de sua carreira.

A Justiça derrubou, nesta segunda-feira (24), a liminar que concedia a Paula Fernandes o direito de agendar os próprios shows e tomar conhecimento das transações comerciais de sua carreira. A informação foi divulgada nesta terça-feira (25), por meio de nota, pela Talismã, - empresa do sertanejo Leonardo -, responsável por gerenciar a artista desde 2008.

A briga é resultado de uma ação movida pela cantora contra a empresa. Paula não quer renovar o contrato que, segundo sua assessoria, vence no dia 11 de novembro deste ano. A Talismã, porém, alega que a cantora integra o seu quadro de artistas até 24 de fevereiro de 2014.

De acordo com a assessoria de Paula, o pedido judicial conquistado no dia 31 de agosto (e agora indeferido) se referia a uma gestão compartilhada durante este período restante do contrato, preservando todos os diretos econômicos da Talismã. Ainda segundo a assessoria da cantora, a nova medida, na prática, não altera a rotina da cantora. Ela pretende assumir integralmente a gestão da própria carreira apenas em novembro.


Paula Fernandes perde liminar contra a empresa do cantor Leonardo

Fonte: G1