Pelo 2º dia seguido, bombeiros lutam contra incêndios nas ilhas Canárias

Uma grande nuvem de fumaça pode ser vista acima da ilha de 706 quilômetros quadrados

 Fortes ventos ajudam a aumentar neste domingo, pelo segundo dia seguido, o fogo que atinge a ilha de La Palma, nas Canárias, e os bombeiros tiveram de retroceder por causa das chamas, que ficaram fora de controle nas proximidades de duas cidades.

Uma grande nuvem de fumaça pode ser vista acima da ilha de 706 quilômetros quadrados, onde diversos incêndios ainda estão ativos. La Palma é uma das menos desenvolvidas e mais verdes das ilhas Canárias, e foi elogiada pela cantora Madonna na canção "La Isla Bonita" ("A Ilha Bonita", na tradução). Cerca de 500 bombeiros foram enviados para tentar extinguir as chamas na ilha, ajudados por sete aviões.

No entanto, as equipes que trabalham no lado leste da ilha tiveram de retroceder porque o fogo se intensificou nas proximidades de Fuencaliente e Tigalete, segundo o conselheiro para segurança do governo regional, Jose Miguel Ruano. Neste sábado, 4.000 moradores de La Palma tiveram de ser retirados de suas casas. O prefeito de Fuencaliente, Gregorio Alonso, informou que o fogo destruiu até agora cerca de 50 casas na cidade. Desde janeiro, cerca de 75 mil hectares de vegetação foram destruídos na Espanha, dos quais 45 mil foram queimados apenas nas últimas duas semanas. Até agora, uma dezena de pessoas morreram nos últimos incêndios registrados em diversos pontos no país.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br