Pescadores afirmam que superpopulação de piranhas é exagero

Eles pararam suas atividades de pesca na manhã desta quarta.

Os pescadores da Colônia dos Pecadores de José de Freitas, pararam suas atividades de pesca na manhã desta quarta-feira, após 2 dias de pesca constante na Barragem do Bezerro.

O pescador Francisco, informou que os pescadores não encontraram essa “superpopulação de piranhas” que tem ganhado ampla repercussão no Estado.

“Chegaram a dizer que tinha piranha de 1,500kg e a realidade aqui foi outra”, disse Francisco.

Os pescadores da Colônia colocaram mais de 5.000 metros de enganches para fazer a pesca das mesmas, e pouco mais de 200kg foram pescadas em quase 3 dias de trabalho.

Eles afirmam que não há muitas piranhas como relatado, por outro lado, há muito lixo cortante, com garrafas, se encontram na da água e podem cortar os banhistas atraindo assim as piranhas.

Image title


Image title

Fonte: Com informações do JF em dia