Pesquisa afirma que SMS pode ajudar a parar de fumar

Caso os fumantes sentissem um desejo incontrolável por nicotina, por exemplo, eles poderiam enviar um SMS

Uma pesquisa com quatro testes, feitos na Nova Zelândia, na Inglaterra e na Noruega, revelou que programas de ajuda para pessoas que queiram para de fumar que incluem conselhos em SMS têm duas vezes mais chance de funcionar, fazendo com que participantes consigam parar de fumar por até um ano.

Nos testes, que envolveram 2.600 fumantes, as mensagens de texto foram usadas para dar conselhos diários e incentivar os fumantes, além de oferecer ajuda quando mais precisassem.

Caso os fumantes sentissem um desejo incontrolável por nicotina, por exemplo, eles poderiam enviar um SMS com a palavra "desejo" ao programa e receber conselhos sobre o que fazer na hora.

"Sabemos que parar de fumar pode ser algo muito difícil e a maioria das pessoas tentam muitas vezes antes de serem bem-sucedidas", disse a pesquisadora Robyn Whittaker, da Universidade de Auckland, na Nova Zelândia.

Dois dos estudos investigaram programas de ajuda que usavam mensagens de texto exclusivamente, e os pesquisadores descobriram que o serviço dobrava as chances de parar de fumar em seis semanas.

As outras duas pesquisas focavam um programa da Noruega que usava tanto SMS quanto e-mail e um site exclusivo. A descoberta foi que os fumantes que passassem pelo programa tinham duas vezes mais chances de relatar uma abstinência de até um ano.

Os resultados foram publicados na Cochrane Library, revista da organização mundial de pesquisas Cochrane Collaboration.

Porém, os resultados mostraram que a maioria dos fumantes que participaram dos estudos não conseguiram parar de vez, independentemente da ajuda das mensagens no celular.

Um dos programas pesquisados, Txt2Quit, opera na Nova Zelândia com financiamento do governo, e envia automaticamente duas ou três mensagens por dia um pouco antes da data fixada pelo fumante para parar, e continuam por um mês após a data.

Um estudo recente com as mesmas pessoas que participaram do primeiro ano do programa, no entanto, mostra que apenas um terço dos participantes ficaram sem fumar por quatros semanas após a data. O número cai para 16% depois de 22 semanas.

A pesquisadora Whittaker afirmou que se estima que apenas 5% dos fumantes conseguem parar de fumar sem ajuda.

Mas mensagens de texto podem ser mais uma ferramenta para deixar o hábito e podem inclusive ser eficazes para algumas pessoas, porque elas podem buscar ajuda quando bate o desejo por um cigarro.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br