Pesquisa mostra que 47% dos idosos têm vida sexual ativa

47% deles têm vida sexual ativa e 26% namoram ou ‘ficam’.

Eles são independentes, gostam de tecnologia, se exercitam, trabalham e arrumam tempo para ?ficadas? e noitadas. Pesquisa do Instituto Casa 7 mostra que idosos cariocas de 60 a 75 anos, das classes A, B e C, fazem parte de uma nova geração, que rejeita o rótulo de vovozinhos.


Pesquisa mostra que 47% dos idosos têm vida sexual ativa

Entre os entrevistados, 47% têm vida sexual ativa e 26% namoram ou têm ?ficantes?. ?Todos pensam que idoso não faz mais sexo, pelo contrário, eles se consideram super experientes?, conta a pesquisadora Adriana Hack, sócia do Instituto Casa 7.

O levantamento aponta ainda que 89% dos idosos são independentes e 71 %, responsáveis pelo sustento da família. Do total, 33% moram sozinhos e só 19% dependem financeiramente de alguém. ?Eles fazem tudo e não admitem serem chamados de inativos ou imprestáveis?, diz Adriana.

Um casal de Vila Isabel é a prova de que a vida na terceira idade está longe de ser monótona. Maria Helena de Sousa Silva, 58, e Martins Alípio dos Santos, 63, são casados há 30 anos e fazem tudo juntos. Há 25 anos, abriram vidraçaria no Centro para não depender de patrões ou da aposentadoria. Após o expediente, nada de ficar separado. ?Fazemos dança de salão, natação e caminhada?, ressalta a esposa.

Vigor

No amor, Maria é só elogios ao marido. Ela revela que o segredo é não deixar cair na rotina. ?Temos uma intimidade de dar inveja a qualquer casal. Digo ?eu te amo? todos os dias para ele?, afirma ela, que, para esquentar a relação, faz questão de viajar. ?Em fevereiro, fomos para Buenos Aires em lua de mel?.

Viajar, aliás, é um dos programas preferidos apontados por 62% dos entrevistados. ?Gosto muito de conhecer a cultura de outros países?, explica a psicóloga Suely Viola, 71, que tem uma alimentação saudável e pratica musculação três vezes por semana: ?Hoje tenho um vigor que não tinha aos 40 anos?.

Conectados: 62% acessam Internet mais de três vezes na semana

Por três meses, pesquisadores do instituto percorreram Zona Sul, Zona Norte e Centro para entender o novo universo dos idosos. Mais de 500 pessoas foram ouvidas. O resultado prova que não existe velhice e sim, adultos experientes.

No ranking de prioridades na vida, em primeiro lugar vem a responsabilidade, que traduz a maturidade e a experiência. ?Eles já viveram muita coisa e se sentem responsáveis pelos outros?, explica a pesquisadora. Em segundo, está a liberdade e família. Depois vem saúde e prazer. A tecnologia não está de fora.

A pesquisa mostra que 62% acessam a Internet mais de três vezes na semana, 14% usam smartphone e 26% fazem parte de alguma rede social, como Facebook e Orkut, como a secretária Aída Borges da Silva, 65. ?Adoro novidades. Converso com amigos e filho pelo Facebook?, diz ela, que evita frituras e faz caminhada todos os dias, além de musculação: ?Procuro levar vida saudável?.

Fonte: ODIAONLINE