PI: Aumenta o número de habilitações para pessoas com deficiência

De 2014 até agora cerca de 1.058 deficientes procuraram o Detran.

O Departamento Estadual de Trânsito do Piauí (Detran-PI) registrou aumento no número de pessoas com deficiência física em busca da primeira Carteira Nacional de Habilitação (CNH). De acordo com o diretor de Habilitação do órgão, Venâncio Cardoso, desde 2014 até o primeiro semestre de 2015, 1.058 deficientes procuraram o Departamento para dar entrada no processo de retirada do documento.

Venâncio Cardoso explica que o procedimento é semelhante ao das pessoas que não possuem deficiência. “Inicialmente o processo é o mesmo, mas depois do exame psicotécnico, caso o candidato esteja apto, ele vai para o exame médico. Quando a deficiência é constatada, o candidato é encaminhado para uma junta médica que avalia o grau de deficiência da pessoa e as adaptações necessárias para que o candidato conduza o veículo com segurança”, esclarece o diretor de Habilitação.

Os candidatos com deficiência podem receber permissão apenas nas categorias A, B ou AB, a classificação é determinada pela junta médica. Em 2014, 713 pessoas com alguma deficiência física foram atendidas pela junta médica. Até o primeiro semestre deste ano, o número de candidatos com deficiência foi de 345.

Quanto aos Centros de Formações de Condutores (CFC) no Piauí, apenas dois oferecem carros adaptados para pessoas com deficiência, todavia, a diretoria de Habilitação está fazendo uma campanha de incentivo junto às demais autoescolas do estado sobre a necessidade de adquirir um veículo adaptado. “Estamos procurando aumentar esse número devido à grande procura. Por isso, estamos em uma missão de conscientizar as autoescolas sobre essa necessidade”, destaca Venâncio.

Atualmente, o Detran faz uma série de exigências para o funcionamento de todas as autoescolas, todavia o veículo adaptado ainda não é um item obrigatório previsto na legislação. Portanto, o órgão busca, de outras formas, conscientizar as autoescolas da importância de possuir veículos adaptados.

“O Detran fiscaliza rigorosamente as questões de acessibilidade nas dependências físicas das autoescolas, como ter rampas de acesso, banheiro e salas de aula adaptados. Mas quanto aos veículos, o que estamos fazendo no momento é uma campanha de conscientização, mostrando a importância de oferecer esse suporte para os deficientes físicos”, finaliza o diretor.

Fonte: DETRAN-PI