Piauí terá mais leitos para atender os dependentes químicos; saiba

A Comissão Intergestora Bipartite da Sesapi é formada por 16 membros

O Piauí terá mais 158 leitos para o atendimento a pessoas com sofrimento ou transtorno mental e usuários de álcool, crack e outras drogas em todo Piauí. A Comissão Intergestora Bipartite (CIB) aprovou, nesta sexta-feira (13), a implantação dos novos leitos em unidades de saúde espalhadas por todo o Estado.

Ao todo, 25 cidades serão beneficiadas, entre elas Água Branca (6 leitos), Amarante (6 leitos), Batalha (4 leitos), Floriano (10 leitos), Teresina (21 leitos). Além disso, o Hospital Getúlio Vargas, receberá 20 leitos que devem funcionar até o próximo ano, obedecendo um cronograma de trabalho para habilitar projetos técnicos junto ao Ministério da Saúde.

?Agradeço o empenho dos nossos membros e da secretaria Lilian Martins em agilizar o funcionamento desses serviços em praticamente todo o Estado, já que iremos habilitar esses atendimentos em todas as regiões do Piauí, contemplando as cidades pólos?, disse a gerente de Saúde Mental da Sesapi, Leda Trindade.

Rede de Urgência e Emergência

Ainda na reunião da CIB desta sexta-feira foi aprovado o Plano de Ação Regional da Rede de Urgência e Emergência do Território Entre Rios. Água Branca, Teresina, Altos, União, Altos e Monsenhor Gil serão as cidades pólos da Rede.

O gerente de urgência e emergência da Sesapi, Telmo Mesquita, garantiu que este Plano pretende, a partir do próximo ano, reduzir o número de pacientes enviados aos hospitais de Teresina.

?Serão recursos do Ministério da Saúde que garantirão a reforma e a criação de Unidades de Pronto Atendimento nas principais cidades deste território, com isso, num primeiro momento, a parceria entre as esferas Federal, Estadual e Municipal garantirá funcionários, ambulâncias e estrutura hospitalar de qualidade para mais de um milhão de piauienses?, explicou.

Para a secretária de Estado da Saúde, Lilian Martins, as reuniões têm mostrado eficiência em levar e aprovar ações essências para a melhoria da saúde piauiense. ?Fico feliz em saber que nossas metas estão sendo atingidas, os encontros do Conselho servem para monitoramos os projetos e as ações que o Ministério da Saúde e os municípios devem implementar para levar serviços de qualidade a nossa população?, frisou.

A Comissão Intergestora Bipartite da Sesapi é formada por 16 membros, sendo oito dos municípios e o restante de técnicos da Secretaria de Saúde. A capital também participa.

Fonte: CCOM