Piauí: 95 mil hectares serão reflorestados para salvar Barragem

A execução do Projeto está prevista para os meses de outubro/2015

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Turismo – SEMAT de José de Freitas, concluiu o Projeto de Recuperação da Bacia Hidrográfica da Barragem do Bezerro, que prevê na ETAPA 01 os seguintes serviços:

– Levantamento de Campo;

– Mapa Temático;

– Plano de Reflorestamento da Bacia;

– Treinamento voltado à implantação do Projeto de Reflorestamento;


Na ETAPA 02 as ações do Projeto estarão voltadas para os seguintes serviços:

– Educação Ambiental;

– Plano de estratégias junto aos produtores e trabalhadores;

– Negociação com os proprietários rurais da área da Bacia;

– Envolvimento institucional;

– Recuperação de bueiros e estruturas necessárias à passagem das águas;

Plantação das mudas de matas ciliares.

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente informou que já iniciou a execução do Projeto e que, inclusive, a área necessária ao reflorestamento é de cerca de 95 hectares que irão ser recuperadas com, aproximadamente, 43000 mudas de plantas nativas. Em dinheiro, somente nas mudas alcançará o montante de R$ 430.000,00.

Trata-se, verdadeiramente, de um Projeto audacioso. Segundo o secretário Fernando Freitas estes valores acrescido das outras ações do Projeto chegará em torno dos R$ 470.000,00 a R$ 500.000,00. “Esse valor não representa muita coisa se levarmos em conta o benefício de salvar a Barragem do Bezerro”, afirmou o Secretário do Meio Ambiente de José de Freitas.

As instituições envolvidas no Projeto: Prefeitura de José de Freitas, através das Secretarias do Meio Ambiente, Infraestrutura, Desenvolvimento Econômico e Educação; Emater; SEMAR e CODEVASF.

A execução do Projeto está prevista para os meses de outubro/2015 a janeiro/2016.

Então perguntamos: o Bezerro sangra em 2016? A resposta veio do Secretário do Meio Ambiente: hoje, o nível de evaporação das águas do lago do Bezerro está muito elevado, assim ela irá baixar demais as águas. Mas, com o retorno das águas dos riachos e sem o desvio das águas, mais a recuperação dos bueiros e o apoio da população, temos a esperança que ela poderá sangrar. Se Deus mandar os 1.400 mm de chuva de todos os anos, então teremos a cabeça d’água no sangradouro da Barragem. Encerrou Fernando Freitas.

Clique e leia mais notícias.

Image title


Image title


Image title


Fonte: Com informações do JF em Dia