Piauí é o estado que mais recebeu concessões de rádio comunitárias

Esse grande número de avisos é um sinal positivo ao processo de luta pela democratização da comunicação que foi iniciado em 2009

O Piauí é o estado que mais recebeu avisos de implementação de rádios comunitárias na ultima lista publicada pelo Ministério das Comunicações, somou a liberação de 37 liberações. Com essa nova onda de autorizações o estado atingiu a cota de 72 rádios comunitárias regularizadas e distribuídas por todas as regiões de desenvolvimento do ente federado.

Esse grande número de avisos é um sinal positivo ao processo de luta pela democratização da comunicação que foi iniciado em 2009, com os debates da Conferência Estadual de Comunicação. A divulgação é o primeiro passo para a liberação das outorgas das rádios.

A liberação de funcionamento das rádios foi considerada positiva pelos que defendem o uso desse meio de comunicação. O presidente da Associação das Rádios Comunitárias do Piauí (Abraço), Ricardo Campos, as novas licenças são fruto de uma de uma luta constante realizada pela entidade tanto no Piauí, bem como em todo o país.

Ricardo explica que esses mecanismos serão administrados por entidades que destinadas serviços voltados ao cunho social e comunitário. ?São ONG"s, associações de moradores, movimentos sociais e culturais ligados ao trabalho comunitário e que atenderam as exigências estabelecidas pela legislação, que rege o funcionamento do que venha a ser uma rádio comunitária e das limitações a que são impostas?, pontua o presidente.

O presidente da associação reiterou que apesar de todos os benefícios permitidos por estes avisos, e das melhorias que a comunicação vai atingir em sentido global, é preciso atentar para o fato que essas ações de comunicação social podem ser incorporadas com um fim de cunho político. ?Lutamos pela plenitude da comunicação comunitária?, observou o radialista.

No mesmo dia em o Ministério divulgou os avisos, o Piauí teve aprovada um projeto de Lei do Deputado estadual Antônio Félix (PPS) que autoriza o estado a liberar concessões de funcionamento de rádio comunitárias sem a participação direta do Ministério das Comunicações.

Os municípios que receberam as concessões foram : Alagoinha do Piauí, Alto Longá, altos, Alvorada do Gurgéia, Amarante, Angical, Barro Duro, Boa hora, Bocaína, Bom Jesus, Bom Princípio, Brasileira, Cabeceiras, Cajueiro da Praia, Canto do Buriti, Capitão Gervásio, Castelo, Caxingó, Coacal, Cocal dos alves, Coivaras, Colônia do Gurguéia, Conceição docanindé, Cristalândia, Curimatá, Dom Expedito Lopes, Elesbão Veloso, Esperantina, Floriano, Fronteiras, Guadalupe, Ipiranga do Piauí, Itainóplois, Lago de São Francisco, Lagoa do Sítio, Landri Sales, Marcos Parete, Miguel Alves, Monsenhor Gil, Morro do Chapéu do Piauí, Oeiras, Palmeirais, palmeirado Piauí, Pedro II, Picos, Pimenteiras, Pio IX, Piracuruca, Piripiri, Queimada Nova, Redenção do Gurgéia, Regeneração, Santa Filomena, São Félix, São Francisco de Assis entre outros. (T.T.)

Fonte: Thays Teixeira - Jornal Meio Norte