Piauí ganhou 10 mil novas empresas de janeiro até agosto

De janeiro a agosto deste ano foram instaladas 10 mil novas empresas

CONFIRA MATÉRIA COMPLETA NA EDIÇÃO DO JORNAL MEIO NORTE DESTA SEXTA-FEIRA (05)

Apesar do país ter entrado em recessão técnica após baixas na economia, o Piauí parece não ter sentido os resultados negativos. De janeiro a agosto de 2014 já são 10 mil novas empresas em todo o Estado, aliado ao fato de que a Junta Comercial do Piauí (Jucepi) não tem qualquer informação de falência. O bom momento pode ser sentido também com o sucesso dos programas de fomento aos microempreendedores, segmento que alavanca os bons índices. A expectativa para o último trimestre do ano continua sendo positiva, visto que em comparação ao mesmo período do ano passado os números convergem para uma tendência de elevação.

Segundo o presidente da Jucepi José Eduardo Pereira parte dos expressivos resultados se deve a Lei da Falência, que ajuda empresas em situação de risco, ajudando na recuperação e reinserção no mercado. “Existe uma nova política, todo empreendimento com dificuldades passa pelo Poder Judiciário, que orientará os proprietários no sentido de recuperar a empresa, tirando-as da situação falimentar”, conta. A ação vem dando certo e tem dado margem a gráficos crescentes. “Sempre quando o processo se encerra nós recebemos a informação da decretação da falência, mas até o momento não nos chegou nada do tipo”, afirma.

Clique aqui e curta a página do meionorte.com no facebook

Fonte: Francy Teixeira