Piauí já registrou 261 casos de hepatites virais, revela Sinan

Amanhã, dia 28 de julho, será comemorado o o Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais.

Dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) dão conta de que o Piauí já registrou 261 casos de hepatites virais (tipos A, B e C) no ano de 2012. O mesmo sistema informa que, ao longo de todo o ano passado, foram 458 casos.

Amanhã, dia 28 de julho, será comemorado o o Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais. Para comemorar a data, o ministro da saúde, Alexandre Padilha, vai incluir novos medicamentos para o tratamento da hepatite C, além de lançar um campanha de combate às hepatites virais. a hepatite é a inflamação do fígado. Pode ser causada por vírus, uso de alguns remédios, álcool e outras drogas, além de doenças autoimunes, metabólicas e genéticas. São doenças silenciosas que nem sempre apresentam sintomas, mas quando aparecem podem ser cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras.

De acordo com informações do Departamento de DST, AIDS e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, as hepatites virais mais comuns no Brasil são as causadas pelos vírus A, B e C. Existem, ainda, os vírus D e E, esse último mais frequente na África e na Ásia. Milhões de pessoas no Brasil são portadoras dos vírus B ou C e não sabem. Elas correm o risco de as doenças evoluírem (tornarem-se crônicas) e causarem danos mais graves ao fígado, como cirrose e câncer. Por isso, é importante ir ao médico regularmente e fazer os exames de rotina que detectam a doença.

Uma pesquisa do referido departamento indica que 71,3 milhões de pessoas foram vacinadas contra a hepatite B entre 1998 e julho deste ano. O número representa 75,3% da população com idade até 29 anos. A meta do governo é ultrapassar 95% de cobertura até 2015.

Fonte: Jornal Meio Norte